Mundo

Ataque a funeral no Afeganistão causa 17 mortes e 13 feridos

Uma carga explosiva colocada em uma motocicleta foi detonada perto de onde uma multidão assistia ao funeral
Fonte: Agência Brasil | Editor: Redação 31/12/2017 11:39
Ataque suicida Ataque suicidaFoto: Renascença - Sapo

Um atentado com uma motocicleta-bomba durante a realização do funeral de um político local na província de Nangarhar, no leste do Afeganistão, deixou 17 mortos e 13 feridos neste domingo (31), segundo a Agência EFE. Uma carga explosiva colocada em uma motocicleta foi detonada perto de onde uma multidão assistia ao funeral por volta das 14h15 (horário local, 7h45 de Brasília) no distrito de Behsud, segundo o porta-voz do governador provincial, Attaullah Khogyanai.

"A detonação foi causada por explosivos colocados em uma motocicleta, estacionada perto da reunião. A explosão matou 17 pessoas e feriu outras 13, algumas das quais estão em estado crítico", detalhou. A cerimônia velava o corpo do ex-governador do distrito de Haska Mena, Gul Wali, também em Nangarhar.

Nenhum grupo insurgente reivindicou, por enquanto, a autoria do ataque, que ocorreu em uma região onde tantos os talibãs como o grupo jihadista Estado Islâmico (EI) estão muito ativos e controlam várias localidades. Os seguidores do mulá Haibatullah negaram sua participação no atentado através de uma mensagem de seu porta-voz, Zabihullah Mujahid, em sua conta do Twitter.

Na quinta-feira passada (28), um atentado suicida em Cabul contra um centro cultural da minoria muçulmana xiita, reivindicado pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI), deixou 41 mortos e 84 feridos. Desde o final da missão de combate da Otan em janeiro de 2015, Cabul foi perdendo terreno perante os talibãs até controlar apenas 57% do país, segundo o inspetor especial geral para a reconstrução do Afeganistão (SIGAR) do Congresso dos Estados Unidos.

Comentários

Matérias Relacionadas