Política

Aprovação de matéria gera polêmica entre governistas

Bancada não segiuu a recomendação do lider para votar contra auditoria
Fonte: Alepi | Editor: Paulo Pincel 13/11/2018 17:30
Líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Francisco Limma (PT) Líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Francisco Limma (PT)Foto: Assessoria

O deputado estadual Gustavo Neiva (PSB) apresentou dois requerimentos, que foram aprovados em Plenário, relacionados ao vídeo que circulou nas redes sociais neste final de semana, mostrando pacientes em macas, em colchões e até no chão dos corredores do Hospital Regional Tibério Nunes, em Floriano. A votação, ocorrida na sessão desta terça-feira (13), provocou polêmica entre o líder do Governo, deputado Francisco Limma (PT), e o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho (MDB).

O primeiro requerimento solicitava a presença do secretário Estadual de Saúde, Florentino Neto, na Comissão de Saúde para esclarecer a situação do hospitais do Estado. Já o segundo requeria ao Tribunal de Contas do Estado uma auditoria do Hospital Regional Tibério Nunes, em Floriano.

A princípio, o líder do Governo encaminhou a rejeição das duas propostas pela bancada governista, mas depois voltou atrás e decidiu mudar o encaminhamento para aprovação do primeiro, que acabou aprovado. Em seguida, o presidente pôs em discussão a auditoria pelo TCE no Hospital Regional Tibério Nunes. O líder encaminhou voto "não", mas sem ocupar a tribuna, como fez o autor da proposta, Gustavo Neiva.

“Com a presença do secretário de Saúde nós temos a oportunidade de dirimir dúvidas não só do Hospital Tibério Nunes, mas também de todos os hospitais do Estado. Portanto a nossa orientação é a votação contrária desse requerimento que diz respeito à auditoria no Hospital Tibério Nunes”, recomendou Francisco Limma.

“Nós estamos tratando de um assunto que não pode esperar, que é a saúde pública do Estado. Principalmente esses dias, quando tivemos externado como anda a situação da nossa saúde, com a divulgação de um vídeo do Hospital Tibério Nunes, o que nos deixa estarrecidos. Não podemos deixar de debater esse assunto e nem deixar uma auditoria naquele Hospital para depois”, disse o deputado Gustavo Neiva.

Limma se prepara para defender o encaminhamento na tribuna quando o presidente colocou a proposta em votação e aprovação pelo Plenário, como manifestação do deputado Limma, que reclamou muito do encaminhamento feito pelo presidente.

O líder argumentou que o presidente Themístocles Filho não deu oportunidade para encaminhamento da votação. “A forma como foi condizida a votação não nos deu a oportunidade do contraditório. O senhor presidente colocou em votação um requerimento que estava sendo discutido sem dar oportunidade para o o líder encaminhar a votação. Então não posso aceitar”, lamentou.

Em resposta, o presidente Themístocles Filho (MDB) disse que chamou o líder do Governo, mostrou os dois requerimentos e que todas as oportunidades foram dadas.Além disso, ressaltou que a sessão é gravada e ele entregaria uma cópia das imagens ao líder do Governo. "O deputado cochilou", brincou.

O que houve, no entanto, foi uma total desatenção da bancada governista, que não prestou atenção - ou fez que não ouviu a recomendação do líder - para votar contra a matéria.

Comentários