Municípios

Água Branca intensifica ações de combate ao mosquito Aedes aegypti

Fonte: Ascom | Editor: Redação 06/07/2017 08:11
Programa Água Branca Livre da Dengue Programa Água Branca Livre da DengueFoto: Ascom

A Prefeitura de Água Branca, através da Secretaria Municipal de Saúde, intensificou as ações do Programa "Água Branca Livre da Dengue", reconhecido nacionalmente como modelo no combate ao mosquito Aedes aegypti.

Desde que o programa foi implantando, o índice de infestação do mosquito foi zerado e os casos confirmados das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti reduziram considerável.

O programa Água Branca Livre da Dengue funciona da seguinte forma: os agentes de endemias visitam as residências e avaliam as condições para a proliferação do mosquito. A partir disso, cada casa recebe um selo: verde é para as casas sem lugares para procriação do mosquito; o amarelo é sinal de alerta para possíveis criatórios; e o vermelho para locais em que foram encontradas larvas do mosquito da dengue.

A Atenção Básica do município de Água Branca também está realizando a aplicação de inseticida com bomba termonebulizadora “fumacê” em todos os quarteirões onde houve casos suspeitos e confirmados de dengue. O secretário municipal de Saúde, Amilton Feitosa, destaca que, de acordo com determinação do Ministério da Saúde, a aplicação do inseticida só é recomendada em áreas onde existem casos confirmados e suspeitos da doença.

Amilton Feitosa informa que os proprietários de terrenos e domicílios que estão fechados estão sendo notificados para realizar a limpeza dos locais, ação que serve para evitar a proliferação do mosquito. “Estamos bloqueando todos os quarteirões que têm casos notificados e suspeitos. Além disso, iniciamos hoje a notificação com prazos para que os proprietários de terrenos e domicílios fechados que não cuidam dos mesmos façam a limpeza. Estamos notificando formalmente e fazendo o registro fotográfico”, diz.

O secretário de Saúde ainda ressalta que as ações do Poder Público no combate ao mosquito da dengue não anulam o trabalho de cada cidadão. “É preciso destacar que a população também precisa fazer sua parte, não deixando água parada, evitando guardar entulho dentro de casa, não jogando lixo nas ruas. Esse trabalho de formiguinha que cada cidadão executa dentro da sua casa é o que mais gera resultado na luta contra o Aedes aegypti”, finaliza.

Comentários

Matérias Relacionadas