Educação

Afastamento do trabalho por mais de 15 dias caíram 19,35% entre 2004 e

Piauí Hoje
Fonte: Diário Online 05/02/2008 00:00 - Atualizado em 30/10/2016 16:23
De acordo com dados do Anuário Estatístico de Acidentes de Trabalho, disponibilizado pela Previdência Social, os afastamentos do trabalho por mais de 15 dias caíram 19,35% entre 2004 e 2006. A informação, porém, pode significar aumento do número de subnotificações por parte de empresas que querem esconder a precariedade do ambiente de trabalho, aponta o órgão.No mesmo período, os casos de incapacidade permanente diminuíram 35,08% e os de óbito 4,3%.Em números absolutos, foram registrados em 2006 um total de 26.645 casos de doenças do trabalho ante 33.096 em 2005 e 30.194 em 2004. Doença do trabalho é aquela adquirida ou desencadeada em função do tipo e das condições em que o trabalho é realizado. É o caso de doenças como tendinite, muito comum em ambientes bancários, por exemplo.O problema é que para ser considerada doença do trabalho, é necessário que a empresa notifique o INSS preenchendo um formulário específico, o que nem sempre acontece.Subnotificação - Para a médica e pesquisadora da Fundacentro (entidade que desenvolve pesquisa sobre segurança e saúde no trabalho), Maria Maeno, há duas formas de interpretar os números divulgados pela Previdência."Ou as condições do trabalho estão melhorando ou estão aumentando os casos de subnotificação. Eu acredito mais na segunda hipótese", declarou ao Diário.Segundo ela, a redução no número de casos notificados é sempre positiva, porém, alerta que problemas causados por movimentos repetitivos como tendinite, sinovite e tenossinovite representam cerca de 45% do total das doenças do trabalho.Grande ABC - Nas cidades da região os problemas relacionadas ao trabalho também apresentaram redução, com exceção de São Bernardo onde houve aumento.Assim como Maria Maeno, o secretário de Saúde, Trabalho e Meio Ambiente do Sindicato dos Químicos do ABC, José Freire da Silva, acredita que a redução no número de doenças do trabalho seja fruto da subnotificação."A Previdência trabalha com dados notificados pelos empresários por meio do CAT, que é o comunicado de acidente do trabalho. Por essa razão, não tenho dúvidas de que o número é bem maior", declarou.

Comentários

Matérias Relacionadas