Cidade

53 detentos da Casa de Detenção de Altos são batizados- Assistência religiosa garante uma nova oportunidade aos detentos

Assistência religiosa garante uma nova oportunidade aos detentos
Fonte: Ascom sejus | Editor: Da Redação 09/02/2018 16:19
Batizado de detentos Batizado de detentosFoto: Ascom

Novas criaturas, a aceitação de Jesus e a oportunidade de uma nova vida. Na manhã desta sexta-feira (9), a Secretaria de Justiça do Piauí (Sejus), em parceria com a Igreja Universal do Reino de Deus, celebrou o batismo de 53 detentos na Casa de Detenção Provisória Capitão Carlos José Gomes de Assis, em Altos. O ritual religioso foi o maior já realizado no sistema prisional do Piauí.

A assistência religiosa, como prevista na Lei de Execução Penal (Lei nº 7.210/84), é um dos pilares da Secretaria de Justiça no tocante à ressocialização. Cultos, missas e outros rituais são realizados com frequência nas unidades penais do Piauí. “A Secretaria compreende que a assistência religiosa, além de ser um direito, é um instrumento poderosíssimo na recuperação dos internos”, comenta Estevam Marlon, coordenador de Assistência Espiritual da Sejus.

Além da ressocialização, esse tipo de assistência possibilita um melhor comportamento dos presos nas unidades penais. “Isso, para o sistema prisional, é de suma importância, porque, quando o homem se transforma, muda o seu comportamento, o seu pensamento, suas atitudes, e é isso que o sistema precisa, para que prevaleça a calmaria e a paz “, diz o Bispo Souza, líder da Igreja Universal.

Com o batismo, muitos detentos assumem buscar um novo caminho, uma nova vida, como o caso de Izânio Silva. “Me sinto feliz com a presença de Deus. Agora, é só andar nos caminhos de Deus, para colhermos as bênçãos“, ressalta o interno.

Comentários