A páscoa, tradicionalmente, pede peixe

Peixes PeixesFoto: Divulgação

Uma cena comum nas cidades praianas do nosso Nordeste é a chegada dos pescadores com uma variedade de peixes resultados de seu trabalho em alto-mar. A venda é certa, e o cardápio do dia também.

Os peixes, em geral, são ricos em proteínas de alta qualidade biológica, têm aminoácidos essências de fácil digestão e a maioria dos peixes apresentam menos gorduras do que as carnes bovinas e suínas, principalmente as saturadas, sendo que algumas fontes contêm ômega-3, conferindo benefícios como diminuição do risco de doenças cardiovasculares, redução de pressão arterial e diminuição dos triglicerídeos. O bacalhau é quase o peixe oficial da Semana Santa, por influência da Colonização Portuguesa. Mas a data não pede apenas bacalhau e podemos investir em pescados frescos para inovar nas tradicionais receitas da Páscoa.

Podemos preparar receitas apetitosas para evitar o consumo de carne vermelha na data, seja por questões religiosas, seja por simples prazer de apreciar essas iguarias. O segredo: preparar os pescados com ingredientes que resaltem seu sabor, aroma e textura típicos.

Procure sempre o peixe mais fresco. Uma boa característica de um peixe fresco são os olhos que devem estar com aparência bem viva, inteiros, brilhantes, salientes e úmidos; Caso você more longe do litoral e de rios, prefira os congelados de boa procedência. Os congelados são mais secos e perdem em sabor. Prefira consumir com molho; faça moquecas, ensopados e receitas com caldo.

O uso de temperos simples como ervas, azeite e sal grosso são suficientes para valorizar o seu sabor natural.

Dica: O suco de limão e outros ingredientes ácidos equilibram peixes mais gordurosos, como salmão, a anchova e o buri, também conhecido como olho-de-boi, muito apreciado na forma de sushis e sashimis.

Dica: ervas frescas, como coentro, salsinha, tomilho combinam com peixes de sabor mais suave. Ex: o linguado e o robalo.

Na hora de definir a sua receita, é necessário conhecer as características de cada pescado.

linguado é um peixe de sabor suave e de postas finas, ideal para grelhar.

  • A anchova tem um sabor mais marcante, é gordurosa, portanto é melhor consumir grelhada.
  • O salmão, também rico em gordura destaca-se em pratos quentes, na grelha ou no forno, com ervas e legumes.
  • O badejo e o robalo são melhores quando preparados inteiro, na grelha ou frito.

Use sua criatividade e inove nas preparações que ficarão tão bem quanto as tradicionais preparações à base de bacalhau.

Use sua criatividade e inove seu cardápio com essa preparação a base de filé de linguado, um peixe bastante delicado e de postas finas, perfeito para quem quer optar por uma carne discreta, mas que produz pratos saborosos. O linguado é uma fonte importante de ômega-3 para a alimentação, além de ter boas concentrações de minerais como o zinco em sua composição.

NOSSA RECEITA : Linguado ao Molho Agridoce

Prato a base de linguado

INGREDIENTES

2 Filés de linguado ou substituir por tilápia

Suco de 1 laranja

1 Dente de alho picado

1 Colher (chá) de mostarda

Sal e pimenta-do-reino branca a gosto

2 colheres (de sopa) de azeite

INGREDIENTES DO MOLHO

2 colheres(de sopa) de azeite

1 colher(de sopa) de mel

1 colher(de sopa) de mostarda

Sal a gosto

1 cebola picada

½ xícara (de chá) de amêndoas torradas

¼ de xícara (de chá) uvas-passas

Salsinha a gosto

PREPARO

Tempere o peixe com a laranja, o alho, o sal, a pimenta-branca e a mostarda e deixe marinar por 2 horas. Depois, doure em uma frigideira antiaderente os filés com azeite. Retire-os da frigideira, disponha-os em uma travessa e prepare o molho, dourando na mesma frigideira a cebola e o azeite. Agregue os demais ingredientes, mexa bem e coloque o molho sobre os filés de peixe.

Mais benefícios: Entre os tipos de carne, sem dúvida, o peixe é a melhor opção, inclusive para quem quer perder peso. Bom apetite.

.

Comentários

SABOREANDO NOTÍCIAS

Edna Guedes

EDNA GUEDES é graduada em nutrição pela UFPI - Universidade Federal do Piauí e Pós-graduada com Especialização em Gestão de Políticas de Alimentação e Nutrição pela FIOCRUZ/Brasília; Especialização em Vigilância Alimentar e Nutricional para a Saúde Indígena pela ENSP/FIOCRUZ, e em Nutrição Materno Infantil pela UFPI. Foi professora substituta da UFPI; Foi servidora do Ministério da Saúde, na Coordenação Geral de Políticas de Alimentação e Nutrição - CGPAN, em Brasília, e nutricionista da FUNASA na Casa de Saúde Indígena, em Teresina. Atualmente trabalha na Secretaria de Saúde do Estado do Piauí – SESAPI; É membro do CEDIPI - Conselho Estadual do Direito da Pessoa Idosa do Piauí. Realiza palestras e treinamentos em Segurança Alimentar e Nutricional, implantando Boas Práticas em Serviços de Alimentação e Nutrição. Edna sempre teve a paixão pela cozinha, despertada através de tradições da família. Está cursando Tecnólogo em Gastronomia no IFPI – Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Piauí. Fez cursos ligados a alimentação vegetariana em Recife e Brasília, onde morou e estudou por alguns anos. Edna é sócia fundadora da COONUTRI – Cooperativa de Nutricionista do Piauí, onde realiza atendimento clínico nutricional e divide seu tempo com as atividades de produção de refeição dentro da própria cooperativa, na COONUTRI COMER BEM com um seguimento voltado para alimentação saudável da população sadia e enferma. Além disso, ministra aulas personalizadas de gastronomia sempre com o objetivo de fazer do ato de cozinhar um prazer na vida das pessoas, melhorando sua qualidade de vida.

Sobre o Blog

Prezado leitor, Saboreando notícias será o novo quadro semanal no qual a nutricionista Edna Guedes abordará temas ligados à nutrição e gastronomia, com o objetivo de contribuir para ampliar sua alegria de viver e comer forma saudável para que você, querido leitor, possa ter vida longa, com saúde e disposição.

Apoio: