PREOCUPANTE

Sesapi aponta que ocupação dos leitos de UTI Covid-19 voltou a crescer

Nos últimos dias houve uma redução no número de óbitos, mas elevou o número de casos graves


Leito de UTI na rede estadual de saúde

Leito de UTI na rede estadual de saúde Foto: Divulgação/Sespai

Apesar do número de óbitos por Covid-19 ter diminuído nos últimos três dias, a taxa de ocupação dos  leitos de UTI em Teresina está aumentando e preocupa as autoridades. De acordo com o boletim da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), Teresina está com 68,1% dos leitos de UTI ocupados.

O secretário de Saúde, Florentino Neto, destaca que a taxa de ocupação dos leitos é maior na capital que no interior do estado. "Temos que permanecer atentos e vigilantes. Estamos numa guerra e o inimigo é desconhecido. Atualmente estamos numa situação de controle e os números de óbitos estão diminuindo. Através do Programa Busca Ativa estamos conseguindo identificar precocemente os casos positivos  e iniciar o tratamento de forma precoce, temos as barreiras sanitárias que tem nos ajudados bastante, mas não devemos desconsiderar que 68% dos leitos do Piauí, que foram implementados para a Covid, estão ocupados. Em Teresina essa ocupação é de 71%", disse o secretário.

Em Teresina, os hospitais com maior ocupação dos leitos de UTI são o Hospital do Monte Castelo (100% das UTIs ocupadas), Hospital São Marcos (93%), Hospital de Doenças Tropicais Natan Portella (88%), Hospital da Policia Militar Dirceu Arcoverde (85%) e Hospital São Paulo (83%). No interior do Piauí, a taxa de ocupação das UTIs é de 65%.

Próxima notícia

Dê sua opinião: