Paralisação dos médicos da rede estadual suspense consultas e exames

Os procedimentos serão reagendados; a categoria paralisou as atividades ontem e hoje


Paralisação dos médicos suspende atendimentos em Teresina

Paralisação dos médicos suspende atendimentos em Teresina Foto: SIMEPI

Neste segundo dia de paralisação dos médicos da rede estadual, centenas de exames e consultas foram suspensas. Os médicos paralisaram as atividades nos dias 6 e 7 de maio para protestar contra as condições de trabalho nas unidades de saúde do Estado. 

Segundo o Sindicato dos Médicos do Piauí (Simepi), durante esses dois dias as consultas e exames foram suspensas em todo o estado. Ficam mantidos apenas os atendimentos de urgência. Os pacientes que tinham procedimentos agendados para estes dias, terão os atendimentos reagendados. 

Ainda de acordo com o Simepi, o objetivo da paralisação é alertar a população para os riscos de colapso na saúde e chamar a atenção do governo para que tome as providências cabíveis e emergenciais. 

Entre as reivindicações da categoria médica, o piso salarial estipulado pela FENAM, a progressão automática na carreira, a realização de novos concursos públicos, pois os médicos assumem, diariamente, a carga de trabalho de dois ou mais profissionais e melhores condições de trabalho. 


A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) disse que não foi notificada sobre a paralisação e vai tratar disso com a categoria. Veja a nota: 

  • "A Secretaria de Estado da Saúde informa que não foi notificada formalmente da paralisação dos médicos. Apesar disso, já articula, junto à Secretaria de Estado da Administração e Previdência (SEADPREV), uma reunião com a categoria para discutir o ponto central das reivindicações, que é a progressão funcional."

Fonte: Com informações do Simepi e Sesapi

Próxima notícia

Dê sua opinião: