COVID-19

Cerest de Picos reforça ações contra a Covid-19 em Acauã e Paulistana

A ação foi provocada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi).


Equipe Cerest

Equipe Cerest Foto: Divulgação

Uma equipe do Centro Regional de Referência em Saúde do Trabalhador de Picos (Cerest-Picos) esteve, nessa quinta-feira (7), reforçando as ações preventivas contra a Covid-19 realizadas nos municípios de Acauã e Paulistana. A ação foi provocada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi).

Em Acauã não há casos confirmados da Covid-19, mas de acordo com a coordenadora do Cerest de Picos, Maria Teresa, o hospital tem se preparado para atender os pacientes com suspeita da doença, caso seja necessário. “Encontramos em Acauã um hospital bem organizado e sinalizado, com Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para os funcionários e com uma equipe de profissionais de saúde capacitada para atuar nos atendimentos”, ressaltou Teresa.

Para conter a disseminação do novo coronavírus na região, o município tem adotado medidas de conscientização da população com ações preventivas, além das barreiras sanitárias localizadas na fronteira com o estado de Pernambuco.

Em Paulistana, a equipe do Cerest também esteve no hospital do município para orientar os profissionais da unidade de saúde.  “O Hospital de Paulistana está em fase de conclusão da reforma. Nesta sexta-feira (08), devem chegar os equipamentos para uma sala de estabilização onde terão nove leitos clínicos. Nós intensificamos a importância da higienização das mãos e os cuidados durante os atendimentos nos casos de suspeita de pacientes com Covid-19”, destacou Maria Teresa.

Mesmo com o trabalho diário e de intensificação das medidas preventivas realizadas pela Vigilância Sanitária do Município (Visa Municipal) contra o coronavírus, no comércio local ainda há um grande movimento de pessoas, bem como o funcionamento de serviços não essenciais. “A Visa Municipal está nas ruas, aferindo temperatura das pessoas, orientando as filas sobre o distanciamento social, mas ainda existe uma resistência da população em compreender as medidas, mas mesmo assim, o trabalho continua com o apoio da gestão municipal, que nos afirmou estar conseguindo realizar o monitoramento das pessoas oriundas de outros estados, feitos pelos profissionais da Atenção Básica e Vigilância Sanitária”, finalizou a coordenadora do Cerest de Picos.

Fonte: CCOM

Próxima notícia

Dê sua opinião: