COVID-19

Wellington explica que novas medidas são essenciais para controlar o coronavirus

O governador Wellington Dias explicou o objetivo das novas medidas restritivas de isolamento social e as citou como necessárias para o controle […]


Governador Wellington Dias

Governador Wellington Dias Foto: Piauihoje.com

O governador Wellington Dias explicou o objetivo das novas medidas restritivas de isolamento social e as citou como necessárias para o controle da disseminação do novo coronavírus. Trata-se da antecipação, para esta sexta-feira (15), do feriado do Dia do Piauí, comemorado em 19 de outubro, e do decreto que determina medidas para os dias 15, 16 e 17 de maio.

A finalidade é evitar o colapso do sistema de saúde do Estado. “São medidas mais radicais, mas essenciais nesse momento. O 19 de outubro sempre será a data da nossa independência, mas este ano ficará na história como o dia em que esse feriado foi adiantado para 15 de maio, com o objetivo de enfrentar outra batalha importante, desta vez, contra o coronavírus. O Piauí, que é o berço de heróis e heroínas, vai vencer esta luta também”, diz Wellington Dias.

Quanto ao decreto, o governador esclarece que as novas medidas serão válidas apenas até o domingo, mas que são dias cruciais para a preservação de vidas humanas. “Queremos que o percentual de isolamento, que nos últimos dez dias caiu para cerca de 40%, suba novamente para mais de 50%. A pesquisa feita pelo Instituto Amostragem mostra que temos aproximadamente 25 mil pessoas contaminadas em nosso estado, um número muito maior do que o registrado na rede estadual. Se mantivermos esse nível de transmissão, vamos chegar nos 80 mil casos e vamos estar na mesma situação do Ceará, Maranhão e Manaus, ou seja, em colapso”, alerta Dias.

Ele atenta sobre a quantidade de leitos que logo pode ser insuficiente caso o número de infectados continue a aumentar rapidamente. “Com uma grande quantidade de casos precisaríamos de, pelo menos, 640 vagas em leitos de UTI e não temos. Estamos alcançando agora 300 com muito sacrifício e mais de 50% dos leitos de UTI já estão ocupados. Também não temos tantos médicos para tratar dessa quantidade de pessoas, portanto todo cuidado agora fará toda a diferença”, pontuou o governador.

Dias acrescenta que todas as medidas tomadas até agora colocaram o Piauí em melhor situação em relação a outros estados, mas que a conscientização da população é o ponto chave no enfrentamento à Covid-19. “O estado está fazendo os testes, exames e pesquisas, buscando mais leitos para mais regiões do estado, treinando e contratando profissionais, trabalhando o lado social, criando rede de merenda em casa, garantindo máscaras. Tudo o que fizemos até agora nos coloca numa situação melhor do que os outros estados e não queremos piorar. Nem eu e, acredito que, nenhum cidadão. Por isso, a melhor opção é o cumprimento dessas regras. As medidas causam transtorno, mas o maior inimigo da saúde e da economia, no momento, é o coronavírus e precisamos achar alternativas pra combatê-lo. Peço que todos colaborem para que possamos vencer essa guerra. São 72 horas que podem salvar muitas vidas”, finalizou.

Fonte: CCOM

Próxima notícia

Dê sua opinião: