VIDEOCONFERÊNCIA

Secretários de Educação do Nordeste discutem volta às aulas presenciais

A troca de informações tem como objetivo fortalecer o planejamento de acordo com as características e especificidades de cada rede.


O secretário de Estado da Educação do Piauí, Ellen Gera, relatou que a Seduc-PI constituiu um comitê para gerenciamento de crise

O secretário de Estado da Educação do Piauí, Ellen Gera, relatou que a Seduc-PI constituiu um comitê para gerenciamento de crise Foto: Divulgação

Os secretários estaduais da Educação de todos os estados do Nordeste realizaram, nessa segunda-feira (29), um encontro virtual para discutir estratégias desenvolvidas para promover a volta às aulas presenciais. A troca de informações tem como objetivo fortalecer o planejamento de acordo com as características e especificidades de cada rede.

Na mediação do encontro, o secretário da Educação do Pernambuco e vice-presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), Fred Amâncio, ressaltou o caráter colaborativo da reunião. “A ideia foi ouvirmos o que os estados estão discutindo, dentro do seu planejamento, e, assim, conhecermos as propostas e entendermos o panorama que vem ocorrendo nos estados. Acredito que o encontro tenha sido bastante positivo para todos”, avaliou Amâncio.

O secretário de Estado da Educação do Piauí, Ellen Gera, relatou que a Seduc-PI constituiu um comitê para gerenciamento de crise que conta com a consultoria do Instituto Unibanco. “Estamos em fase de elaboração da versão inicial do protocolo de retomada das aulas presenciais. Esse documento será levado para consulta pública para que sua versão final reflita os anseios da comunidade educacional piauiense. Dentre os principais objetivos, visualizamos um retorno que possa fortalecer e assegurar a perspectiva de aprendizagem para todos, reduzindo prejuízos e desigualdades que possam ter ocorrido no regime especial de aulas não presenciais”, comentou o gestor.

Além dessa equalização de conhecimentos do alunado, Ellen Gera enfatizou que é essencial garantir as condições de saúde da comunidade educacional, zelando para que a convivência escolar não promova o contágio em relação ao novo coronavírus e seja segura em termos sanitários.

“Ainda não temos uma data precisa para o retorno, mas o mês de julho será essencial para uma preparação da rede estadual para o novo normal que iremos vivenciar na educação”, finalizou o secretário piauiense.

Fonte: CCOM

Próxima notícia

Dê sua opinião: