CORONAVÍRUS

Pazuello se perde na Saúde e casos de Covid-19 explodem no Brasil

A cada dia do Governo Bolsonaro são centenas de mortes a mais


Eduardo Pauzuello

Eduardo Pauzuello Foto: Reprodução/O Antagonista

Aqui a curva brasileira de novos casos. A linha laranja mede os movimentos de curto prazo – média diária semana. Repare que continua puxando a curva para cima, indicando que as demais linhas irão atrás.Os últimos dados globais divulgados pelo Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças, mostram uma explosão das novas ocorrências no Brasil, enquanto o general Pazuello se perde na Saúde e lideranças brasileiras, como Fernando Henrique Cardoso, se perdem nas conveniências políticas.

A cada dia do Governo Bolsonaro são centenas de mortes a mais e a responsabilidade direta são dos que, por conveniência política, adiam o fim dessa tragédia política.

Uma das manobras estatísticas do Ministério da Saúde era a alegação de que o Brasil teria mais casos e óbitos por ter maior população. O quadro abaixo compara cinco grandes países de acordo com a proporção per capita – número de casos por 100.000 habitantes.

A curva de crescimento brasileiro é explosiva. Repare que nos Estados Unidos houve um refluxo na curva, mas que voltou a subir com a flexibilização do isolamento. Curiosamente, a curva de óbitos, por 100.000 habitantes, é bem menor, comparando aos mesmos países. O que pode indicar uma enorme subnotificação.

Comparando os óbitos per capita com as ocorrências per capita, percebe-se que a proporção dos países europeus – Espanha e Itália – é bem maior do que nos países americanos. O que pode indicar uma proporção bem maior de exames e de notificações.

Aqui a curva brasileira de novos casos. A linha laranja mede os movimentos de curto prazo – média diária semana. Repare que continua puxando a curva para cima, indicando que as demais linhas irão atrás.

Veja um resumo dos dados recém divulgados:

E os maiores crescimentos percentuais no dia mostram o Brasil em 3º lugar, mesmo sentado em cima de uma enorme base.

Fonte: Antropofagista

Próxima notícia

Dê sua opinião: