SUSPENSÃO

Governo adia retorno de 22 órgãos estaduais para o dia 10 de agoto

O atendimento presencial ocorrerá junto com os demais setores da administração pública


Corredores do Centro Administrativo

Corredores do Centro Administrativo Foto: Paulo Pincel

Estava previsto para hoje, dia 14 de junho, o retorno do atendimento presencial em 22 órgãos estaduais do Piauí. Portanto, o Governo adiou o retorno para o dia 10 de agosto, juntamente com os demais setores da administração pública. 

Segundo a  Secretaria de Administração e Previdência (SeadPrev), até lá, todos os órgãos estaduais deverão preparar o ambiente de trabalho para a volta das atividades presenciais e do atendimento ao público externo. 

"Os órgãos continuarão operando em regime de revezamento e home office, como têm feito desde o início da pandemia, garantindo a continuidade na prestação dos serviços oferecidos pelo Estado. O cumprimento das datas ocorre para a plena segurança de todos os servidores e em consonância às determinações do decreto estadual sobre a retomada das atividades no Piauí", diz trecho da nota da SeadPrev.

Veja lista de órgãos que irão retomar o atendimento presencial no dia 10 de agosto:

Agência de Desenvolvimento Habitacional (ADH)

Agência de Defesa Agropecuária (Adapi)

Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PI)

Instituto de Desenvolvimento do Piauí (Idepi)

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater)

Junta Comercial (Jucepi)

Secretaria de Agricultura Familiar (SAF)

Secretaria de Defesa Civil

Secretaria de Infraestrutura (Seinfra)

Secretaria das Cidades (Secid)

Secretaria do Agronegócio e Empreendedorismo Rural (Seagro)

Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE)

Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar)

Secretaria do Turismo (Setur)

Secretaria dos Transportes (Setrans)

Secretaria de Estado da Mineração, Petróleo e Energias Renováveis (Seminper) 

Superintendência de Parcerias e Concessões (Suparc)

Notícia relacionada: Vinte e dois órgãos estaduais retornarão atendimento presencial a partir desta terça-feira

Próxima notícia

Dê sua opinião: