Governo quer economizar R$ 300 milhões por ano

Mensagem com a reforma administrativa chega à Alepi na próxima semana


Governador do Piauí, Wellington Dias, concede entrevista coletiva

Governador do Piauí, Wellington Dias, concede entrevista coletiva Foto: PAULO PINCEL/PH

O governador Wellington Dias concedeu entrevista coletiva no final da manhã desta segunda-feira (4) no Salão Nobre Deputada Francisca Trindade, após a leitura da mensagem anual à Assembleia Legislativa, quando anunciou que retornará à Alepi na terça ou quarta-feira da próxima semana para entregar ao presidente Themístocles Filho (MDB) a Mensagem com a reforma administratyiva do Estado. 

“Eu quero reafirmar que vamos ter reduções, fusões e modificações de áreas no Governo, mas devo dizer que esse não é o ponto principal da reforma. Nós queremos que o Piauí alcance uma condição de desenvolvimento alto, o que não é uma tarefa simples. Uma das novidades que iremos ter é o modelo de contrato de gestão. Assim como o Governador tem um contrato com o povo, cada gestor também terá um contrato com o Governador e assim, ele com a sua equipe”, adiantou Wellington Dias, explicando que o gestor que não cumprir com as metas estabelecidas nesse contrato será substituído.

Governador do Piauí, Wellington Dias
Wellington Dias respondeu às perguntas dos jornalistas após leitura da Mensagem aos deputados    

O governador também revelou que a meta da equipe econômica é conseguir uma economia de aproximadamente 300 milhões na despesa projetada para 2019, que deve ficar em R$ 8,7 bilhões. A economia passa inclusive pela não convocação de deputados para assumir secretaria. 

“Quero trabalhar com a condição de ter o mínimo possível de chamamentos do Legislativo como contenção de despesas, assim como tive que regulamentar a disposição de pessoal para evitar que tenhamos um custo adicional. Somando todas essas economias é que teremos esses R$ 300 milhões para investir mais no Piauí. A reforma tem a necessidade como ponto de partida. E o outro é a adequação da estrutura do Estado ao programa do governo federal”.

Wellington Dias acrescentou que o Estado trabalha com a perspectiva de um ano difícil, mas que pretende realizar investimentos com o que conseguir economizar com a reforma e outras medidas já adotadas, como o corte de gastos com aluguel de carros, passagens aéreas e diárias.

Governador do Piauí, Wellington Dias
Entrevista coletiva no Salão Nobre da Assembleia Legislativa
Fotos: Paulo Pincel

 


 

 

Fonte: Paulo Pincel

Próxima notícia

Dê sua opinião: