Festa da Mãe de Deus torna-se Patrimonial Imaterial de Teresina

Lei da vereadora Cida Santiago que torna Patrimônio Imaterial a Festa da Mãe de Deus é sancionada


Cida Santiago

Cida Santiago Foto: Jailson Soares

A Festa da Mãe de Deus, evento que há mais de 10 anos é realizado pela Arquidiocese de Teresina para celebrar a padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, passa agora a ser Patrimônio Imaterial de Teresina, através da Sanção da Lei nº 5.348/19, de autoria da vereadora Cida Santiago (PSD).

Segundo a organização da Festa da Mãe de Deus que reúne cerca de 15 mil católicos sempre no feriado de 12 de Outubro, ela teve inspiração no coração de Dom Celso (Arcebispo Emérito - falecido em setembro de 2018). Também ressalta que como os católicos tem todo um histórico de aparição da Mãe com o título de Nossa Senhora Aparecida no Rio Paraíba do Sul, nada mais fiel que honrar aquela que nos abraça e acolhe com amor materno e cuida da nossa vida.

Para o padre Fábio Fernandes, coordenador da Festa, o reconhecimento traz mais empolgação para a realização das próximas edições. "Tudo isso é uma consequência da nossa fé manifestada. Estamos ainda mais empolgados para dar continuidade a nossa fé e tradição", destacou.

A autora da Lei considera "uma festa belíssima e grandiosa. Faz parte das comemorações religiosas de nossa capital e por isso agradecemos este reconhecimento por parte da Prefeitura", finalizou a vereadora Cida. 

Fonte: Ascom Cida Santiago

Próxima notícia

Dê sua opinião: