OPINIÃO

Elmano defende Lava Jato e Pacote Anticrime

“O Pacote Anticrime é a medida mais importante para ser tomada no combate à criminalidade e à corrupção “, afirmou senador durante discurso na tarde desta segunda-feira.


Senador Elmano Ferrer (Podemos)

Senador Elmano Ferrer (Podemos) Foto: Agência Senado

O senador Elmano Férrer fez um pronunciamento nesta segunda-feira (17) em defesa do Pacote Anticrime do ministro da Justiça, Sérgio Moro, e da Operação Lava Jato. O parlamentar ressaltou a que o Brasil precisa de série de medidas que o recoloquem nos trilhos da prosperidade e do crescimento, e para isso, é necessário o reestabelecimento da segurança da população. Ao final, Férrer também declarou solidariedade ao ministro Sérgio Moro.

Segundo o parlamentar, a aprovação do Pacote Anticrime que tramita no Congresso Nacional é a medida mais importante para ser tomada no combate à criminalidade e à corrupção. “O Pacote Anticrime traz providências efetivas e eficazes contra o crime organizado e por isso, conta com maciço apoio popular. Uma dessas providências é a ampliação do Banco Nacional de Perfis Genéticos, tema que foi objeto de projeto de Lei de minha autoria em análise na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania, para facilitar a identificação de criminosos e a resolução de crimes em que há vestígios biológicos”, afirmou.

Durante o pronunciamento, o senador Elmano Férrer, que tem o tema da segurança pública e combate à corrupção como pautas prioritárias, também defendeu a Operação Lava Jato. “Eu tenho mais de 70 anos e testemunhei, durante toda a minha vida, quantas vezes, na pequena cidade onde nasci e cresci, no interior do Ceará, Lavras da Mangabeira, somente o pobre e o negro serem presos. E, nos dias de hoje, desde 2014 para cá, passei a ver com os meus próprios olhos poderosos serem presos em nosso país. Quero render a minha homenagem àqueles que fazem essa Operação Lava Jato, a que chamo de grande revolução, que vai nos tirar das garras enraizadas da corrupção em nosso País, da violência”, ressaltou Elmano.

Ainda no discurso, o senador disse que por dever de justiça, gostaria de manifestar a minha solidariedade ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro. E disse que concorda com o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, Carlos Velloso, quando afirma que: "Há uma campanha para desacreditar a Operação Lava Jato".

Fonte: Icone Comunicação

Próxima notícia

Dê sua opinião: