VOTAÇÃO

Dias justifica ausência em eleição interna do PT no Piauí: voo cancelado

Governador também comentou sobre o cenário para 2020 em Teresina.


Governador Wellington Dias fala sobre a aplicação do empréstimo do Finisa

Governador Wellington Dias fala sobre a aplicação do empréstimo do Finisa Foto: Paulo Barros/CCom

A militância petista do Piauí sentiu falta do voto do governador Wellington Dias durante o processo interno de eleição do Partido dos Trabalhadores no Estado, que reelegeu o deputado federal Assis Carvalho para continuar no comando do Diretório Estadual do PT e o suplente de deputado estadual Cícero Magalhães para o municipal de Teresina, no último domingo (08).

Dias conta que estava em São Paulo no final de semana. “Na verdade foi um problema de voo, eu tinha agendas no sábado e no domingo pela manhã em São Paulo para tratar com  investidores que tem interesse na área da agricultura, sobre a implantação de uma indústria nessa área de beneficiamento da mandioca, a outra pauta era para tratar exatamente da aplicação dos recursos da Educação do Estado e o voo que estava marcado para a volta foi cancelado”, esclareceu.

Contudo, Wellington parabenizou a condução do pleito no estado. “Agora é trabalhar o plano do partido para 2020. O diretório estadual está de parabéns, as direções municipais estão de parabéns.

O governador ainda afirmou ser natural que o PT possa apresentar candidato à sucessão da prefeitura de Teresina no próximo ano. “É um direito de um partido grande como o PT apresentar candidaturas, especialmente em municípios maiores, mas só quero me debruçar sobre esse tema em 2020, ano da eleição”, finalizou.

Próxima notícia

Dê sua opinião: