Deputado Francisco Limma aponta dados sobre evolução do Hospital Regional de Oeiras

O Hospital atende cerca de 120 mil habitantes de 17 municípios da região do Vale do Canindé


Francisco Limma

Francisco Limma Foto: Tertuliano Filho

O líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado estadual Francisco Limma (PT), destacou, nessa quinta-feira (2), no Plenário da Assembleia Legislativa, a evolução do Hospital Regional Deolindo Couto (HRDC), em Oeiras, nos serviços prestados à população da região do Vale do Canindé.

"Nos últimos quatro anos, o Hospital Deolindo Couto atingiu um nível de resolutividade que já salvou milhares de vidas, e é, hoje, referência para cerca de 120 mil habitantes de 17 municípios dessa região do Piauí", afirma o deputado.

O HRDC completou 50 anos de serviço na quarta-feira (1º), e atualmente está estruturado como um complexo hospitalar, cujo suporte de atendimento vai desde as urgências até os cuidados intensivos.  

"A evolução do Hospital se intensificou nos últimos dois anos, com a modernização do seu parque tecnológico, que passou a contar com uma Unidade de Pronto Atendimento e serviços como UTI, Pronto Atendimento Obstétrico e Cirurgia Bucomaxilofacial", explica Francisco Limma.

A média mensal do Complexo HRDC e Unidade de Pronto Atendimento é de mais de 30 mil atendimentos por mês. No Pronto Atendimento Obstétrico, aberto em 2018, nascem, em média, 130 crianças mensalmente.

O parlamentar destacou a atuação do Governo do Estado, através da Secretaria de Saúde, citando na tribuna o atual secretário Florentino Neto e o deputado Francisco Costa, que também já ocupou a pasta.

"Destaco, também, a atuação do deputado federal Assis Carvalho, que vem destinando recursos de emendas parlamentares, contribuindo com o aparelhamento e modernização do Hospital. Também parabenizo a administração do enfermeiro e auditor Alipio Sady e todo o corpo médico, técnicos e funcionários que fazem o dia a dia do Deolindo Couto, focados na humanização do atendimento e valorização dos profissionais", finaliza o deputado.

Fonte: R2

Próxima notícia

Dê sua opinião: