Deputado propõe um novo modelo para a gestão no HGV

Francisco Costa defende uma gestão mais enxuta para o Hospital Getúlio Vargas


Deputado Francisco Costa

Deputado Francisco Costa Foto: Ascom

O deputado estadual Francisco Costa(PT) defende que a Fundação Estadual Piauiense de Serviços Hospitalares(FEPISERH) tenha um novo modelo de gestão, mais enxuto, no entanto, mantendo o dinamismo próprio dessa modalidade administrativa, e restrita a um único hospital, o Getúlio Vargas(HGV). A proposta será apresentada nos próximos dias, quando se iniciarem as discussões a respeito da Reforma Administrativa, que foi enviada à Assembleia Legislativa, pelo Governo do Estado.

No modelo sugerido por Francisco Costa, a gestão ficaria, no primeiro momento, "restrita a único hospital, no qual eu estou sugerindo o HGV, até mesmo para se adquirir mais experiência para, gradativamente, avaliar se é possível absorver novos hospitais", afirma. A sede também seria no Getúlio Vargas.

Ao propor este modelo, o deputado analisa que não haverá novas despesas, como contratação de funcionários, já que "o HGV tem um quadro de pessoal (efetivo) muito bem definido. Seria o corpo administrativo do HGV sendo o mesmo da Fundação, exatamente para diminuir os custos com a equipe da Fundação, aproveitando ao máximo o quadro efetivo do Estado para que não tenha necessidade de gerar mais despesas".

A proposta do deputado é que, como a Fundação tem uma legislação que mantém os mesmos princípios e rigores de controle de um órgão público, como economicidade, transparência dos atos e impessoalidade, reconhece que "a FEPISERH tem sua importância para a saúde pública, por ela ter a possibilidade de ser uma ferramenta de gestão mais eficaz, mais dinâmica, mais rápida, para poder atender a necessidade principalmente da área hospitalar", enfatiza. Assim, ao usuário é assegurada a melhoria na assistência, com aquisição de insumos e medicamentos em tempo hábil, sem prejuízo nos cuidados ao paciente.

Fonte: Ascom

Próxima notícia

Dê sua opinião: