Gabinete de Bolsonaro registrou presença de filha de Queiroz

Nathalia Queiroz teve presença integral durante dois anos


Bolsonaro

Bolsonaro Foto: Veja - Abril.com

Conhecida personal trainer de celebridades no Rio de Janeiro, Nathalia de Melo Queiroz teve presença integral durante os dois anos em que esteve lotada no gabinete do ex-deputado federal e atual presidente da República Jair Bolsonaro (PSL) na Câmara dos Deputados.

As informações estão em um relatório da Casa divulgado pela rádio CBN e confirmado por VEJA na tarde desta segunda-feira 14. Segundo a Coordenação de Secretariado Parlamentar, é o próprio deputado, no caso Bolsonaro, o responsável pela inserção em uma plataforma eletrônica do relatório de presença – tarefa que ele pode delegar a um assessor.

“A jornada de trabalho ordinária do secretário parlamentar é de 40 horas semanais e o controle da frequência é de responsabilidade do parlamentar, que atesta, mensalmente, por meio eletrônico, a frequência dos servidores do seu gabinete”, diz o documento. “Informo que, de acordo com os registros funcionais desta Casa, a frequência da secretária parlamentar Nathália de Melo Queiroz foi atestada integralmente no período laborado nesta Casa”, conclui.

Filha do ex-assessor Fabrício Queiroz, que teve suas movimentações financeiras consideradas atípicas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), Nathalia esteve lotada no gabinete de Bolsonaro entre dezembro de 2016 e outubro de 2018. Em seu último mês de trabalho, recebeu salário de cerca de 10.000 reais.

Antes de trabalhar com o atual presidente, ela esteve lotada no gabinete do deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ). No período, transferiu cerca de 84.000 reais para Queiroz. Sua conta no Instagram, em que aparecia prestando serviços de personal a famosos como os atores Bruno Gagliasso e Bruna Marquezine, foi apagada.

Depoimento

Assim como o pai, que se trata de um câncer e tem alegado razões médicas para não comparecer, Nathalia também ainda não prestou esclarecimentos solicitados pelo Ministério Público do Rio de Janeiro. Ela, a irmã Evelyn e a esposa do ex-assessor, Márcia Oliveira Aguiar, alegam acompanhar o tratamento de Fabrício Queiroz.

Questionado anteriormente sobre a atuação de Nathalia em sua assessoria, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o controle de funções e presença dos funcionários lotados neste era feito pelo seu chefe de gabinete, não sendo de controle diretamente dele.

Fonte: Veja e CBN

Próxima notícia

Dê sua opinião: