Mourão minimiza massacre ao falar sobre legalidade das armas

"Vai dizer que a arma que os caras estavam lá era legal? Não era", disse o vice de Bolsonaro


O vice-presidente Hamilton Mourão

O vice-presidente Hamilton Mourão Foto: Daniel Marenco/O Globo

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão , rechaçou qualquer ligação doataque a tiros que deixou pelo menos dez mortos em uma escola estadual de Suzano , na Grande São Paulo, por volta das 9h da manhã desta quarta-feira, com o debate da flexibilização do uso de armas defendido pelo governo.

Segundo o vice-presidente, não há relação entre a política e o que ocorreu na escola.

"Eu não vejo essa questão... Vai dizer que a arma que os caras estavam lá era legal? Não era. Não tem nada a ver, né?", minimizou o vice-presidente.

"É muito triste. A gente tem que chegar à conclusão por que isso está acontecendo. Essas coisas não aconteciam no Brasil, aconteciam m outros países", comentou.

"Hoje a gente vê essa garotada viciada em videogames e videogames violentos. Só isso que fazem. Quando eu era criança e adolescente, jogava bola, soltava pipa, jogava bola de gude, hoje não vemos mais essas coisas. É isso que temos que estar preocupados", acrescentou.

Fonte: O Globo

Próxima notícia

Dê sua opinião: