Marcelo Castro defende reforma da Previdência humana e justa

Senador ressaltou a importância social da aposentadoria rural e do BPC


Audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado

Audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O senador Marcelo Castro (MDB) defendeu nesta terça-feira (19) uma reforma da Previdência "humana e justa". O parlamentar foi um dos participantes da audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) que alertou para a necessidade de ajustes no projeto do governo. Castro citou como exemplos de brasileiros prejudicados, os trabalhadores rurais e os do BPC, o Benefício de Prestação Continuada.

"Ressaltei a importância social da aposentadoria rural e do BPC, o Benefício de Prestação Continuada. É necessário reformar a Previdência, para que ela seja sustentável, mas a reforma precisa ser humana e justa", disse em postagem nas redes sociais.

Para Marcelo Castro, a aposentadoria deu dignidade ao trabalhador rural. "Pois eles perdiam a capacidade laboral e ficavam completamente desprestigiados. Passava um tempo na casa de um filho, se aborrecia e ia pra casa do outro, sendo jogado de um lado para o outro e hoje não. O aposentado da previdência é um fator de agregador social. Ele é um amparo social para a família", afirmou durante a audiência.

O presidente da CAE, Omar Aziz (PSD-AM), criticou a proposta. "Não vamos ajeitar as contas do dia para a noite e matar milhões de brasileiros do dia para a noite", declarou.

Os senadores também defenderam a discussão da reforma da previdência conjuntamente com outras medidas como mudanças na política de desonerações fiscais, cobranças de dívidas previdenciárias de empresas e uma reforma tributária que preveja, por exemplo, a tributação sobre lucros e dividendos e o aumento do imposto sobre heranças e doações.

Fonte: Agência Brasil

Próxima notícia

Dê sua opinião: