Filho de Bolsonaro namorou a filha de Ronnie Lessa

"Isso [namoro] tem, mas isso, para nós, hoje, não importou na motivação delitiva", revelou delegado


Ronnie Lessa e Élcio Queiroz

Ronnie Lessa e Élcio Queiroz Foto: Reprodução

Uma reportagem publicada pelo Valor Econômico revelou que o delegado Giniton Lages, responsável pela investigação da execução da vereadora do Psol Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, afirmou que uma filha do sargento reformado da PM do Rio, Ronnie Lessa, preso hoje (12) como suspeito de atirar na vereadora, teria namorado um dos filhos do presidente Jair Bolsonaro. Sem revelar qual. Jair Bolsonaro tem cinco filhos em três cassamentos: Flávio, Eduardo e Carlos, com Rogéria Nunes Braga; Renan, com  Ana Cristina Valle, e Laura Bolsonaro, com MIchelle, a atual esposa.

"Isso [namoro] tem, mas isso, para nós, hoje, não importou na motivação delitiva. Isso vai ser enfrentado num momento oportuno. Não é importante para esse momento", disse Ginito Lages.

Ronnie Lessa mora no mesmo condomínio de luxo onde mora o presidente Bolsonaro e de seu filho Carlos, o Vivendas da Barra, na Barra da Tijuca, onde o sargento foi preso na manhã desta terça-feira. O condoínio é de alto padrão, onde o valor dos imóveis varia entre R$ 1 milhão e R$ 4 milhões. 

Jair Bolsonaro tem mais três filhos: o senador Flávio e o deputado federal Eduardo Bolsonaro e Jair Renan, filho do segundo casamento do presidente.

Irrelevante

A promotora de Justiça, Simone Sibilio, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco/MP-RJ), disse que a eventual relação entre o filho de Bolsonaro e a filha de Lessa é irrelevante e não foi objeto das investigações que levaram à prisão de Lessa e Élcio Queiroz, suspeito de dirigir o carro que deu fuga a Lessa depois de atirar na vereadora.

Sibilio revelou que a Operação Lume  - nome da praça onde Mariele fazia as reuniões de deiscussão e trabalho - foi antecipada em um dia, por suspeitas de vazamento de informações sobre a ação policial. A promotora de Justiça contou que o próprio Ronnie Lessa admitiu, ao ser preso, que foi avisado da operação.

 

Fonte: Valor Econômico

Próxima notícia

Dê sua opinião: