Advogada tentar impedir diplomação de Lula na UFPI


Lula na Paraíba

Lula na Paraíba Foto: Reprodução

A advogada Sarah Cavalca ingressou com ação com pedido de liminar na Justiça Federal do Piauí tentando impedir que a Universidade Federal do Piauí conceda o diploma de “Doutor Honoris Causa” ao ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva. A outorga do título foi aprovada em 2008 e a entrega está agendada para Às 10h do próximo domingo, (3/8), no campus da Ininga, em Teresina. 

“Ele está vindo ao Piauí fazer propaganda eleitoral fora de época. Além disso, há a falta de alguns requisitos para que essa resolução que resguarda a homenagem possa ser expedida, além do que, o argumento que compõe é muito superficial, tem apenas uma lauda e só justifica que ele contribuiu com o país, a região, mas sem apresentar números”, argumenta a advogada, sem apresenta qualquer fato ou argumentação legal que justifique a vedação da homenagem.

Lula recebe diploma em universidade: rotina
Lula recebendo diploma em universidade: rotina depois que deixou a Presidência da República

A advogada alegou falta de moralidade ao homenageado, que já foi condenado por corrupção passiva e responde a vários processos criminais na Justiça Federal.

“Eu expliquei na peça a falta de moralidade, porque hoje Lula responde por seis processos, e inclusive já foi condenado em um deles a 9 anos e 6 meses de prisão por corrupção passiva. [...] Ele não tem [honra]. Pelo que causou à política, o que acabou influenciando na nossa situação atual, de crise política. Ele preparou o país para a maior crise política da nossa história, o que acabou causando até uma insegurança jurídica inédita no país”, acrescentou a advogada.

A Universidade Federal do Piauí  ainda não foi notificada da ação e nem a Justiça se pronunciou sobre o pedido de liminar  e a entrega do diploma está mantida.  

Ex-presidente Lula
Ex-presidente Lula

 

Fonte: Redação

Próxima notícia

Dê sua opinião: