7º VARA CRIMINAL

Suspeitos de integrar quadrilha presa com aeronaves e cocaína são soltos

Prisão ocorreu em dezembro de 2019 e foi considerada a maior apreensão de drogas feita no Piauí


Mais de uma tonelada de cocaína incinerada em Teresina-PI

Mais de uma tonelada de cocaína incinerada em Teresina-PI Foto:

Dois dos dez suspeitos de integrar uma quadrilha presa com quase uma tonelada de cocaína e duas aeronaves no Piauí foram colocados em liberdade pelo pelo juiz Almir Abib Tajra Filho, da 7º Vara Criminal de Teresina. Os que ganharam o benefício são Alexandro Vilela de Oliveira e o piloto Vagner Farabote Leite.

O juiz alegou falta de indícios suficientes que sustentassem a prisão de Alexandro e, mesmo o colocando em liberdade, impôs medidas cautelares como proibição de se ausentar da comarca sem autorização judicial prévia, uma vez que ele mora em São Paulo.

As prisões e as apreensões ocorreram ainda em dezembro de 2019. A droga apreendida em operação realizada pela Polícia Civil e Militar do Piauí foi avaliada em R$ 25 milhões e tinha como destino final países estrangeiros. A Secretaria de Estado da Segurança (SSP-PI) declarou a operação como a maior apreensão de entorpecentes já realizada no Piauí.

Continuam presos Alexandre Barros Pereira de Meneses, João da Cruz Marques dos Prazeres, Alexandre Wagner Ferraz de Magalhães, Renato Solon Gondm Magalhães e André Luís de Oliveira Caje Ferreira.

Clique aqui e confira a decisão na íntegra


Próxima notícia

Dê sua opinião: