LATROCÍNIO

Principal suspeito de matar idosa na Cerâmica Cil é solto 4 horas após o crime

Francisco não confessou o crime e sem demais indícios, delegado liberou o suspeito


Rua São Bento na Cerâmica Cil, onde o crime aconteceu

Rua São Bento na Cerâmica Cil, onde o crime aconteceu Foto: Reprodução

Por falta de provas, Francisco William Pacífico da Silva foi colocado em liberdade ainda na noite de ontem (25). Ele é o principal suspeito de ter cometido o latrocínio que resultou na morte da idosa Adalziza Maria das Neves, de 67 anos, na Rua São Bento, povoado Cerâmica Cil, zona rural Sul de Teresina.

O crime aconteceu no início da noite do último sábado. Segundo Fernando, que é sobrinho da vítima, Francisco teria entrado na residência de Adalziza para roubá-la e acabou matando a mulher. Vizinhos teriam visto o momento em que ele deixou a casa com uma faca na mão.

Entretanto, sem confessar o crime e sem outras provas, o delegado de plantão da Central de Flagrantes acabou liberando Francisco.

Próxima notícia

Dê sua opinião: