Policiais presos por espancar detido em delegacia são soltos

Os policiais irão responder a um processo militar penal


PMS torturam preso na delegacia de Piripiri

PMS torturam preso na delegacia de Piripiri Foto: Montagem

Os dois policiais militares que foram presos no dia 10 de abril após serem filmados espancando um detido dentro da Delegacia de Piripiri, foram soltos no domingo (21).

Os três policias envolvidos foram identificados como Elvison Rafael de Sousa Monteiro, Agostinho Francisco de Sousa Neto, Domingos de Silva Sousa. Apenas os dois que aparecem no vídeo foram presos. O terceiro não participou das agressões, mas teria omitido o crime.

Segundo o comandante da Polícia Militar do Piauí, coronel Lindomar Castilho, a prisão administrativa dos policiais durou 10 dias e agora eles vão responder a um processo penal militar. Os PMs continuarão lotados em Piripiri, mas agora vão aguardar a decisão judicial.

O Ministério Público do Piauí ofereceu denúncia contra os dois soldados que aparecem no vídeo e contra o cabo que presenciou. Segundo o promotor de Justiça Marcelo de Jesus Monteiro, o homem que estava sendo detido, foi submetido a sofrimento físico, o que caracteriza tortura.

Na denúncia, o promotor requereu a condenação dos denunciados à pena privativa de liberdade pertinente, cumulada com a perda do cargo e com a interdição de seu exercício pelo dobro do prazo da pena privativa de liberdade aplicada; além do arbitramento de valor mínimo para reparação dos danos causados pela infração, considerando o prejuízos sofrido pela vítima.

Fonte: Coronel Lindomar Castilho

Próxima notícia

Dê sua opinião: