INVESTIGAÇÃO

Polícia não identifica indícios de crime na morte de enfermeira

Dayse Cristina foi encontrada morta no Rio Poti


Enfermeira Dayse Cristina

Enfermeira Dayse Cristina Foto: Arquivo pessoal

A morte da enfermeira Dayse Cristina, de 30 anos, está sendo investigada pela Delegacia de Divisão de Desaparecimentos. A enfermeira desapareceu no domingo (01) e foi encontrada morta no Rio Poti, próximo à Avenida Marechal de Castelo Branco, nessa segunda-feira (02). A Polícia ainda aguarda o resultado do exame de corpo de delito para identificar a causa da morte de Dayse.

Segundo a polícia, não havia sinais aparente de violência no corpo da vítima e tudo indica que a morte não foi provocada por terceiros. O delegado Walter Cunha informou que não há nenhum indício de crime. A possibilidade da vítima ter morrido afogada não está descartada. A Polícia Civil tem 30 dias para concluir o inquérito que investiga a morte da enfermeira.

O caso - Populares encontraram o corpo da enfermeira Dayse Cristina Ferreira dos Santos, de 30 anos, flutuando nas margens do Rio Poti por volta das 11h dessa segunda-feira. A mulher estava desaparecida desde o domingo e a família já estava em busca de informações dela por meio de campanha nas redes sociais. Segundo a família, Dayse pegou um transporte por aplicativo e não disse a onde iria. 

Próxima notícia

Dê sua opinião: