;

Mãe de envolvido no estupro coletivo de Castelo será indenizada

Gleison Silva foi morto dentro Centro Educacional Masculino em Teresina


mãe receberá indenização

mãe receberá indenização Foto: Blog Tribuna em foco

O juiz Leonardo Brasileiro da comarca de Castelo do Piauí condenou o Estado a pagar uma indenização à mãe de Gleison Vieira da Silva, assassinado no Centro Educacional Masculino (CEM) no dia 16 de julho de 2015. A decisão do dia 14 de fevereiro, foi publicada na última segunda (18) e determinou que Elizabete Vieira da Silva fosse indenizada com o valor de R$ 60 mil por danos morais.

O adolescente  Gleison Vieira da Silva, 17 anos, um dos acusado de estupro coletivo em Castelo do Piauí, foi espancado até a morte pelos outros três menores coautores do crime, por volta das 23h do dia 16, dentro da cela do Centro Educacional Masculino (CEM), no bairro Itaperu, Zona Norte de Teresina.  Após  o ocorrido, a família do menor entrou com pedido de indenização pelo Estado, tendo em vista que mantinha a guarda do menor.

Relembre o caso

Na manhã do dia 27 de maio de 2015, quatro adolescentes foram ao morro do Garrote, na zona rural de Castelo do Piauí, para tirar fotografias para um trabalho escolar . Adão e quatro menores atacaram as jovens, que foram amarradas, espancadas e estupradas. Depois de violentadas, as adolescentes foram jogaram de alto do morro, que tem mais de 10 metros de altura. As vítimas foram internadas no Hospital de Urgência de Teresina, mas uma delas, Danielly, faleceu no dia 7 de junho.

Os adolescentes foram condenados à pena máxima prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente: três anos de internação no CEM (Centro Educacional Masculino). Um dos menores, Gleisson Vieira da Silva, foi morto pelos outros acusados de estupro de dentro de uma das celas do CEM.

Fonte: Piauihoje

Próxima notícia

Dê sua opinião: