UNIDADE PRISIONAL

Detentos da Casa de Custódia reformam pavilhão e recebem 600 colchões

A cada três dias de trabalho na obra eles tem a pena diminuída em um dia


Internos trabalham em obras da antiga Casa de Custódia

Internos trabalham em obras da antiga Casa de Custódia Foto: Divulgação/Sejus

Um dos pavilhões da Penitenciária Prof. José Ribamar Leite, antiga Casa de Custódia, está sendo reformado pelos próprios internos. É o sexto pavilhão a ser reformado com mão de obra exclusivamente carcerária na unidade.

A cada três dias de trabalho na obra eles ganham um dia de remição na pena. Ao todo, 20 detentos trabalham na reforma e Carlos Roberto é um deles. Ele vê como positiva a oportunidade.

“Melhora a nossa qualidade de vida e deixa a unidade mais organizada. Com esse trabalho, além da remição da pena, nós conseguimos ter mais esperança, pois sabemos que alguém ainda acredita em nós”, diz.

Os internos da penitenciária também receberam 600 novos colchões e assim terão mais conforto. Os reeducandos higienizaram os materiais antes em consonância com as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Próxima notícia

Dê sua opinião: