Plenária do território Entre Rios Estado discute plano de ação 2019

O território Entre Rios engloba 31 municípios, destes, 20 levaram representantes e mais de 100 conselheiros participaram do evento.


Plenária

Plenária Foto: Ascom

A Secretaria de Estado do Planejamento (Seplan), e a Secretaria Executiva do Conselho de Desenvolvimento Territorial do Entre Rios realizaram nessa quinta-feira (16), no município de Água Branca, a 1ª Plenária Ordinária do Território Entre Rios de 2019. O evento teve o objetivo de estabelecer as metas do plano de ação territorial para este ano.

O território Entre Rios engloba 31 municípios, destes, 20 levaram representantes e mais de 100 conselheiros participaram do evento. Os principais pontos de discussão foram: a definição de prioridades para o orçamento, já municipalizado, com cerca de 1 milhão de reais por território; a necessidade da implantação do Sistema de Inspeção Municipal – SIM, através da criação de uma cooperativa que viabilizará uma estrutura mínima a ser usada por todos os municípios; e a criação dos Bancos Comunitários de Desenvolvimento.

Segundo Jonas Moura, prefeito de Água Branca, a criação de Bancos Comunitários e implantação do SIM são ferramentas importantes para a região. “Água Branca já tem o SIM implantado e vamos expandir com a implantação dele para os municípios que ainda não tiveram condições de viabilizá-lo. A ideia é expandir para 10 ou 12 municípios, o que vai facilitar a vida de todos na venda de produtos e na segurança alimentar. Quanto ao nosso matadouro, que está passando por uma grande reforma, vai poder ser utilizado por nove municípios e, assim, poderemos trabalhar como um consórcio, uma associação”, explicou.

O SIM garante a qualidade dos alimentos que precisa ser padronizada, do pequeno ao grande produtor. As capacitações e orientações para a implantação do SIM estão sendo feitas pela Agência de Defesa Animal do Piauí (Adapi). “A Adapi dá esse apoio para os municípios que têm dificuldade em relação aos custos, nós chegamos com ideias para diminuir os custos e mostrar que o serviço de inspeção não é somente para matadouros, mas para pequenas agroindústrias, pequenas queijarias, pequenas produções de ovos. A inspeção é que vai ajudar esses pequenos produtores a levarem seus produtos, tanto para os programas de alimentação escolar, como também para vender em outros municípios e até mesmo em outros estados”, relatou Jeferson Carvalho, representante Adapi.

Quanto a destinação dos recursos do Orçamento Anual, foram discutidas as prioridades e como serão encaminhadas para a execução. A plenária escolheu as ações e quanto tem disponível para cada uma delas. “Essa Plenária Territorial é mais uma atividade da Seplan em cumprimento ao Plano de Desenvolvimento Territorial. O resultado foi muito bom, tendo em vista a participação de 20 municípios do território. Foi apresentado o orçamento anual do Estado e foram dadas as orientações para serem definidas as prioridades e os projetos para desenvolver o território Entre Rios. Foi também debatida a questão do Sistema de Inspeção Municipal, o SIM, para que os municípios viabilizem seus produtos, a partir do processo produtivo até a comercialização. Por fim, no território Entre Rios, oito municípios manifestaram interesse em implantar bancos comunitários para viabilizar a economia local a partir da economia solidária e da agricultura familiar envolvendo todas as comunidades desses municípios”, concluiu Avelar Almeida, Agente de Desenvolvimento Territorial do Entre Rios.

Elvis Veras, secretário de políticasagrícolas da Fetag-PI,que representa a gricultura familiar no estado. Esse momento a gente entende a política de território como uma das importantes formas de distribuição da política pública nos municípios , através dos territórios. Esse é um  momento muito importante para a nossa região, do território Entre rios, onde haverá sugestões de como ser investido o recurso em políticas públicas e nós da Fetag, estamos tamém apoiando essa estratégia, e também o fortalecimento da agricultura familiar, para que os gestires possam olhar

Sebastião Rodrigues, coordenador do mádio Parnaíbaestamos alavancando políticas e ações para beneficiar os nossos agricultores, os nossos trabalhadores e fortalecar as nossa entidades, os nossos benefícios, através das nossas prefeituras municipais, aonde a nossa sociedade, a nossa população seja fortalecida, onde as cadeias produtivas sejam voltadas aos homens e mulheres do campo, para que possam viver bem, sem que precicem ir aos grandes centros. Mas o grande bjetivo do nosso território entre rios é trazer  ações que beneficiem o home e a mulher do nosso território.

Fonte: Ascom Seplan

Próxima notícia

Dê sua opinião: