SAÚDE

Sesapi realiza oficina sobre vigilância de óbitos maternos

Morte materna é a morte de uma mulher durante a gestação ou dentro de um período de 42 dias após o término da gestação


Capacitação

Capacitação Foto: Ascom Sesapi

O Secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto fez hoje(17) a abertura da 1ª Oficina sobre Vigilância de Óbitos Maternos 2019, que está sendo realizada no auditório do TCE. O objetivo do evento é discutir os óbitos ocorridos neste ano com as secretarias municipais de saúde do Piauí e propor medidas de intervenção para evitar as mortes.


Morte materna é a morte de uma mulher durante a gestação ou dentro de um período de 42 dias após o término da gestação, independentemente da duração ou da localização da gravidez, devida a qualquer causa relacionada com ou a agravada pela gravidez ou por medidas em relação a ela, porém não devida a causas acidentais ou incidentais.


O Piauí elaborou o Plano Estadual de Ação para redução da mortalidade materna e na infância -2019 a 2023- e estabeleceu como meta reduzir em 21,5% a RMM(Razão de Morte Materna)global até 2023, com vistas a chegar em 56,5 óbitos maternos 100 mil nascidos vivos/ano em 2023, o que corresponde a uma redução anual de 4,3%.


Segundo relatório da Mortalidade Materna do Estado do Piauí, no período de 2010 a 2019, 44,8% dos óbitos ocorreram na faixa etária de 20 a 29 anos; seguido de 30, 4% na faixa etária de 30 a 39 anos. Quanto às causas dos óbitos maternos no Estado ao longo dos últimos 10 anos foram causas obstétricas diretas, com predominância de hemorragias(15,9%); seguido de eclampsia(15,1%), infecções puerperais(8,4%), transtornos hipertensivos(7,3%) e complicações de aborto(6,9%).

Fonte: Ascom Sesapi

Próxima notícia

Dê sua opinião: