ETILÔMETROS PASSIVOS

PRF começa a utilizar novo bafômetro no Piauí a partir de sexta (14)

O novo aparelho vai intensificar as fiscalizações nas rodovias federais que cortam o Piauí


PRF começa a utilizar etilômetros passivos em todas as rodovias do Piauí

PRF começa a utilizar etilômetros passivos em todas as rodovias do Piauí Foto: Divulgação/PRF

Na sexta-feira (14), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizará a primeira operação utilizando um novo tipo de etilômetro (bafômetro) que chegou recentemente ao Piauí. Segundo a PRF, além de agilizar a fiscalização, os etilômetros passivos representam uma economia para a  instituição, pois reduz os gastos com os bocais. A operação será realizada a partir das 9h, em frente à sede da PRF, na Avenida João XXIII, zona Leste de Teresina. Em todo Estado, o novo aparelho começa a ser utilizado. 

O novo aparelho funciona como uma espécie de triagem, liberando rapidamente o motorista que não apresenta nenhum vestígio de álcool e direcionando a fiscalização para aqueles motoristas com indícios de ingestão de álcool. A PRF explica que em apenas alguns segundos, o etilômetro passivo é capaz de indicar se o condutor fez uso ou não de bebida alcoólica. Após o motorista assoprar na direção do aparelho, uma luz verde ou vermelha se acende. Com a luz verde, o motorista é liberado. Com a luz vermelha, o motorista é convidado a fazer o teste no etilômetro tradicional. Veja o vídeo no final da matéria!

Vale ressaltar que os condutores flagrados receberão uma multa no valor de R$ 2.934,70, além de perderem sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação e tê-la suspensa. Nos primeiros quatro meses deste ano, a PRF do Piauí registrou um aumento de aproximadamente 14% nos flagrantes de alcoolemia nas rodovias do Piauí comparado ao mesmo período de 2018. 

A PRF lamenta o aumento de consumo de álcool dos motoristas piauienses e diz que isso reflete no aumento da quantidade de acidentes nas rodovias. Somente neste ano, a PRF registrou 49 acidentes envolvendo embriaguez com 4 mortos no Piauí. 



Fonte: PRF

Próxima notícia

Dê sua opinião: