QUIRINO AVELINO

Prefeito de Itaueira acusado de corrupção se entrega à polícia

Quirino Avelino está sendo monitorado por tornozeleira eletrônica e cumpre prisão domiciliar


Prefeito de Itaueira, Quirino Avelino (PTB)

Prefeito de Itaueira, Quirino Avelino (PTB) Foto: Prefeitura de Itaueira

Depois de quatro dias fugindo da polícia, o prefeito afastado do município de Itaueira, Quirino Avelino (PTB), foi preso no sábado (26) em Teresina. Investigado pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), Quirino Avelino teve a prisão preventiva decretada no dia 22 de setembro e se apresentou voluntariamente à Justiça. O mandado de prisão preventiva contra ele foi convertido para prisão domiciliar por decisão do desembargador Joaquim Santana, do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), devido a idade avançada e problemas de saúde. 

Depois de se entregar à polícia, Quirino Avelino passou mal e ficou internado por quatro dias no Hospital Unimed, sendo monitorado por tornozeleira eletrônica.  Quirino Avelino tem 78 anos de idade, tem problemas cardíacos e faz tratamento contra um câncer. Agora, ele já teve alta médica e está casa.

Quirino Avelino, o secretário de Obras do Município de Itaueira Gaston de Sousa Cavalcante, o empresário Edivar de Sousa Cavalcante e o empresário Jeremias Pereira da Silva tiveram a prisão preventiva decretada na segunda fase da Operação Perpetuatio, no último dia 22, e somente o empresário Jeremias foi preso neste dia. 

Com a prisão de Quirino Avelino no sábado, ainda permanecem foragidos o secretário Gaston e o empresário Edivar. Eles são suspeitos de integrar uma organização criminosa líderada pelo prefeito e que atuava para fraudar licitações públicas e desviar dinheiro público no município de Itaueira.

Investigação

As investigações do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Piauí (MPPI), apontaram que o prefeito Quirino Avelino é responsável por chefiar uma organização criminosa que atuava na fraude de licitações, lavagem de dinheiro e desvio de dinheiro público. Foram constatadas irregularidades na  aquisição fraudulenta de uma ambulância para a Secretaria Municipal de Saúde, pavimentação de vias e na prestação do serviço de transporte escolar.

Valores desviados

Até o momento, foi contabilizado o desvio dos cofres públicos no valor R$ 1.724.613,38 (um milhão, setecentos e vinte e quatro mil, seiscentos e treze reais e trinta e oito centavos). Este valor pode ser ainda maior, pois ainda estão sendo auditados outros contratos.


Próxima notícia

Dê sua opinião: