PARCERIA

Políticas para Mulheres e Deficientes do Piauí vira destaque no Nordeste

Comitiva do estado de Alagoas veio ao Piauí em busca de compartilhamento de projetos


Troca de experiência

Troca de experiência Foto: CCOM

Nesta quarta-feira (26), a coordenadora de Políticas para Mulheres, Zenaide Lustosa e o secretário de Agricultura Familiar, Herbert Buenos Aires receberam a secretária estadual da Mulher e Direitos Humanos de Alagoas, Maria José, e comitiva para discutir sobre as políticas para mulheres desenvolvidas pelo Estado, com destaque para o Aplicativo Salve Maria reconhecido internacionalmente.

A comitiva composta pela secretária Maria José, a presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher de Alagoas (Cedim), Olga Miranda, a comandante da Patrulha Maria da Penha, major Danielle Assunção e o superintendente de Política de Apoio à Pessoa com Deficiência de Alagoas, Gino César, ficará por dois dias no Piauí para conhecer como foi desenvolvido o aplicativo Salve Rainha, além de outros projetos relacionados à mulher e às pessoas com deficiência desenvolvidos pelo Governo do Estado do Piauí.

Zenaide Lustosa, coordenadora de Políticas Públicas das Mulheres, no Piauí, falou sobre as ações que serão realizados com o grupo alagoano. “Hoje de manhã, estivemos com a superintendente de Direitos Humanos, Janaina Mapurunga, e discutimos sobre os trabalhos relacionados ao combate ao racismo e apoio à diversidade. Dialogamos também com a Secretaria de Agricultura, pois lá já são realizados alguns projetos voltados para mulher. Pela tarde, estaremos na ATI, onde será apresentado à comitiva o aplicativo Salve Maria, que é um dos projetos que a secretária quer implantar no estado de Alagoas. Amanhã, estaremos no Ceir e também vamos a uma reunião com a vice-governadora”, elencou.

Durante o encontro, também será discutido a possibilidade de criação de um Fórum com as Mulheres do Nordeste. “Aqui, trocaremos ideias relevantes para as políticas públicas para mulheres e pessoas com deficiência e o Fórum é uma ideia que queremos colocar em prática. Sabemos que o aplicativo Salve Maria está salvando muitas vidas, então viemos buscar essas boas práticas para que possamos conseguir fazer um trabalho diferenciado dentro de todo o Nordeste. Trouxemos também alguns projetos de Alagoas e estamos aqui nessa troca de experiência. Vamos fazer a diferença no Nordeste”, destacou Maria José, secretária Estadual de Mulher e Direitos Humanos de Alagoas.

O secretário de Estado da Agricultura Familiar, Herbert Buenos Aires, destacou os projetos da secretaria relacionados a mulher. “Nós temos dois programas com o apoio do FIDA e outro do Banco Mundial e neles existe um trabalho no sentido de que parte dos projetos apoiados sejam liderados por mulheres. Esse trabalho eu reputo como de maior importância, porque ele traz uma questão fundamental e colabora para reduzir a violência contra a mulher e permitir seu empoderamento. Acredito que essas boas práticas e projetos podem sim ser replicados em Alagoas e é isso que discutimos aqui”, pontuou.
 

Autoria: Aline Medeiros e Marina Ribeiro

Fonte: CCOM

Próxima notícia

Dê sua opinião: