PANDEMIA

Piauí supera marca de dois mil infectados e tem cinco novas mortes por Covid-19

Boletim foi divulgado às 20h desta sexta-feira (15) pela Secretaria de Estado da Saúde


Teste para coronavírus

Teste para coronavírus Foto: Ministério da Saúde

Nesta sexta-feira (15) o Piauí ultrapassou a marca de dois mil infectados com o Covid-19, são 2.085 casos, 180 a mais que ontem, e registrou mais cinco mortes, totalizando 65 mortos pelo novo coronavírus. Os dados foram divulgados pelo boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi). Dos novos 180 infectados, 84 são homens e 96 mulheres com idades entre 9 e 91 anos.

Dos cinco mortos nas últimas 24h, são três homens e duas mulheres. Um idoso de 90 anos de Teresina não tinha comorbidade, já outro da capital de 80 anos sofria com diabetes e hipertensão. O terceiro homem era de Água Branca, tinha 62 anos, sem comorbidades.

Entre as mulheres, uma de 84 anos não tinha doenças relatadas, já uma idosa de 80 anos, natural de São Gonçalo do Piauí, tinha histórico de hipertensão.

Segundo a Sesapi, a capital é o epicentro da pandemia no Estado. Teresina tem 1.146 infectados, seguido por Parnaíba com 111, Picos com 102, Campo Maior com 68, Esperantina com 42 e Piripiri com 44. Todas estas cidades estão situadas na região Norte do Piauí.
 
Dos 224 municípios piauienses, 105 já registraram casos de coronavírus. Bela Vista, Campo Grande do Piauí , Landri Sales, Pavussu e São João da Canabrava aparecem pela primeira vez na lista.

275 piauienses receberam alta médica e 358 seguem internados, sendo 231 em leitos clínicos, 123 em UTIs quatro em leitos de estabilização.

Prefeito de Palmeirais testa positivo para Covid-19 e diz que doença pode ser muito cruel

Reginaldo Júnior testou positivo para o Covid-19. Ele é prefeito em Palmeirais, município situado a 126 quilômetros de Teresina. Em vídeo, o gestor pede que os munícipes reforcem o isolamento e usem máscara. Segundo Reginaldo, a doença "pode ser muito cruel".

Bispo de Parnaíba, Dom Juarez, testa positivo para Covid-19

Dom Juarez, bispo diocesano de Parnaíba, a 335 quilômetros de Teresina, contou em seu perfil no Facebook que pediu para fazer teste do novo coronavírus e informou que o resultado deu positivo.

"Sigo em Isolamento Domiciliar, em recuperação, com sintomas leves, cumprindo todas as orientações médicas, em vista do cuidado comigo e para com os outros. Gostaria de reforçar a orientação de que todos possam cumprir as recomendações das autoridades públicas/sanitárias no tocante ao enfrentamento da PANDEMIA DO CORONAVÍRUS- COVID-19. É um inimigo invisível e traiçoeiro", comentou.

64% dos leitos de UTI ocupados em Teresina

Em Teresina, 107 dos 166 leitos de UTI estão atendendo pacientes com Covid-19. Esse total representa 64,46% dos leitos das redes municipal, estadual e privada na capital. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (15) pela Fundação Municipal de Saúde (FMS).

Dia 01 de meio, portanto, no começo deste mês apenas 57 leitos estavam ocupados. Em 14 dias, o total subiu para 107. Aumento de 50% em apenas duas semanas.

Isolamento social fica em 44,7% na quinta (14)

Na última quinta-feira (14), apenas 44,7% dos teresinenses ficaram em casa, provando que o índice de isolamento social continua caindo na capital. Este percentual foi o menor registrado pelo monitoramento nesta semana. A maior taxa aconteceu na terça-feira (12), quando o índice ficou em 47,4%.

Com os percentuais permanecendo abaixo dos 50%, Teresina está cada vez mais distante do índice de 73%, considerado eficaz, pela Organização Mundial de Saúde (OMS), para conter a disseminação do novo coronavírus.

Nelson Teich se demite do Ministério da Saúde

O ministro Nelson Teich pediu exoneração do Ministério da Saúde na manhã desta sexta-feira (15) por divergir de Jair Bolsonaro quanto ao isolamento social, quanto ao uso da cloroquina e porque o ex-ministro se sentiu constrangido quando salões de beleza, barbearias e academias de ginástica foram incluídas na lista de serviços essenciais pelo presidente. Em entrevista coletiva curta na tarde de hoje, Teich disse: “A vida é feita de escolhas e hoje eu escolhi sair”.

Ainda não há definições sobre o nome do próximo(a) ministro da Saúde.

Wellington Dias critica mudanças sucessivas no Ministério da Saúde

"O país tem que encontrar o seu rumo, não é razoável a decisão de mudar dois ministros em tão poucos dias, especialmente quando estes ministros anunciam um conjunto de medidas pactuadas com estados, municípios, ciência, autorizando pesquisa, autorizando compra de equipamentos. Nós precisamos ter o Governo Federal apoiando quem assumir o cargo de ministro da saúde. Os estados, os municípios, o povo precisa nesse instante de estabilidade, de um poder central coordenando as ações de combate ao coronavírus no Brasil", comentou WD.

824 mortes no Brasil em 24h

O Ministério da Saúde registrou até as 19h desta sexta-feira (15) o total de 218.223 casos por coronavírus e confirmou que 84.970 (38,9%) dos pacientes são considerados recuperados. As informações foram atualizadas e repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde de todo o Brasil no sistema oficial do Governo Federal.

Até o momento, o país registra 14.817 mortes por coronavírus, cuja taxa de letalidade é de 6,8%, considerando o total de casos confirmados. Nas últimas 24 horas, foram registrados 15.305 novos casos e 824 novas mortes, sendo que a maioria delas aconteceu em períodos anteriores, mas foi inscrita nos sistemas oficiais do Ministério da Saúde somente de ontem para hoje, após conclusão da investigação da causa morte. Outros 2,3 mil óbitos estão em investigação.

O que é o COVID-19

COVID-19 é a doença infecciosa causada pelo coronavírus descoberto mais recentemente. Este novo vírus e doença eram desconhecidos antes do início do surto em Wuhan, China, em dezembro de 2019.

Como se proteger do coronavírus

- Lavar as mãos frequentemente por 20 segundos com água e sabão ou higienizá-las com álcool em gel;

- Cobrir o nariz e a boca com um lenço ou o cotovelo ao tossir e espirrar;

- Evitar contato próximo (um metro de distância) com pessoas que não estejam bem;

- Ficar em casa e se isolar das outras pessoas que moram com você caso apresente os sintomas da doença.

Sintomas do COVID-19

Os sintomas mais comuns do COVID-19 são febre, cansaço e tosse seca. Alguns pacientes podem ter dores, congestão nasal, corrimento nasal, dor de garganta, diarreia, perda do olfato e paladar. Esses sintomas geralmente são leves e começam gradualmente. Algumas pessoas são infectadas, mas não desenvolvem sintomas e não se sentem mal.

A maioria das pessoas (cerca de 80%) se recupera da doença sem precisar de tratamento especial. Cerca de 1 em cada 6 pessoas que recebe COVID-19 fica gravemente doente e desenvolve dificuldade em respirar.

As pessoas idosas e as que têm problemas médicos subjacentes, como pressão alta, problemas cardíacos ou diabetes, têm maior probabilidade de desenvolver doenças graves.

Pessoas com febre, tosse e dificuldade em respirar devem procurar atendimento médico.

Quem é do grupo de risco

Idosos e pessoas com condições médicas pré-existentes (como pressão alta, doenças cardíacas, doenças pulmonares, câncer ou diabetes) parecem desenvolver doenças graves com mais frequência do que outros.

Próxima notícia

Dê sua opinião: