SAÚDE

Paraná mobiliza mais de 700 pessoas contra a dengue a partir deste sábado (21)

Com base no último boletim epidemiológico da Secretaria estadual da Saúde do Paraná, já são 49 mortes de agosto do ano passado para cá, por causa da dengue.


Dengue

Dengue Foto: Arquivo

Com base no último boletim epidemiológico da Secretaria estadual da Saúde do Paraná, já são 49 mortes de agosto do ano passado para cá, por causa da dengue. Foram 12 óbitos apenas na última semana. Nove mulheres e três homens.

A situação fez com que órgãos das administrações federal e estaduais se unissem contra o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue. São mais de 700 pessoas envolvidas num mutirão a partir de 21 de março, em 60 municípios que apresentam maior incidência de casos da doença, no estado.

O Paraná tem 65.524 casos prováveis da doença – 12.872 a mais que na semana passada.

O Secretário estadual da Saúde, Beto Preto, diz que os esforços estão sendo feitos, mas ressaltou a importância do apoio da população no combate ao mosquito da dengue. 

 

“Estamos com essa preocupação, informando, dialogando, pois queremos atingir todos os municípios que estão no ápice da sua epidemia em casos novos de dengue o trabalho está sendo feito. Mas quero reiterar que nenhum resultado será satisfatório se não houver a participação ativa da comunidade, da população.”

De acordo com o Ministério da Saúde, Paraná, Acre e Mato Grosso do Sul são os estados com maior incidência de dengue com mais de 300 casos por 100 mil habitantes.

O coordenador-geral de vigilância em Arboviroses da Pasta, Rodrigo Said explica que, com essas condições, é fundamental que a população siga as orientações das autoridades de saúde e ajude no combate à dengue.

“Mais de 80% dos criadores do mosquito são intradomiciliares. Então, a ação de controle é uma ação integrada de atividades do poder público, tanto do Ministério da Saúde, quanto das secretarias municipais e estaduais de saúde, aliada às ações de mobilização da população.”

E você? Já combateu o mosquito hoje? A mudança começa dentro de casa. Proteja a sua família. Para mais informações, acesse saude.gov.br/combateaedes.

Fonte: Agência Rádio Mais

Próxima notícia

Dê sua opinião: