Governo adota medidas preventivas em relação a barragens

O coordenador estadual do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas no Piauí (DNOCS), Djalma Policarpo, falou sobre a situação do Açude de Piripiri


Reunião sobre barragens

Reunião sobre barragens Foto: Ascom

O secretário de Governo, Merlong Solano, reuniu no Palácio de Karnak, nesta quarta-feira (30), os órgãos estaduais relacionados à manutenção de barragens. Diante da tragédia em Brumadinho-MG, a governadora em exercício, Regina Sousa, determinou que se intensificasse a fiscalização nas 35 grandes barragens do Piauí.

Desde domingo (27) uma equipe do Instituto de Desenvolvimento do Piauí (idepi) está percorrendo várias cidades para fazer esse trabalho. A primeira delas foi José de Freitas, onde se encontra a Barragem do Bezerro, que no ano passado teve o sangradouro rebaixado para garantir sua integridade. Ainda esta semana será anunciada a empresa vencedora da licitação destinada à recuperação da mesma, no valor de R$ 16.425.522,57.

Também foram avaliadas pelos técnicos do Idepi nesta semana as barragens do Emparedado e Corredores (Campo Maior), Pedra Redonda (Conceição do Canindé), Petrônio Portela (São Raimundo Nonato) e Mesa de Pedra (Valença).

Situação

Os técnicos constataram que não há risco de rompimento em nenhuma das estruturas avaliadas, embora haja necessidade de manutenção preventiva. Merlong Solano ressaltou que o Governo do Estado está empenhado em executar os reparos necessários.

Sobre a Barragem Pedra Redonda, que tem sido alvo de preocupação dos moradores de Conceição do Canindé, o diretor geral do Idepi, Geraldo Magela, afirmou que o engenheiro esteve no local e verificou que os "vazamentos" apontados pela população são, na verdade, pontos de alívio de pressão da barragem.

O comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Frederico, relatou preocupação com a propagação de áudios com notícias falsas sobre o rompimento de barragens no Piauí. "Esse tipo de coisa causa pânico na população", lamentou.

Fiscalização

"Será criada uma comissão de trabalho para monitorar a situação das barragens. A Secretaria de Meio Ambiente ficou encarregada de redigir a minuta de um decreto para regulamentar o Plano Nacional de Barragens no Piauí, no que diz respeito à elaboração do plano de emergência, inspeção regular e revisão periódica de cada barragem", anunciou o secretário Merlong Solano.

O coordenador estadual do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas no Piauí (DNOCS), Djalma Policarpo, falou sobre a situação do Açude de Piripiri, cuja obra de recuperação deverá ser iniciada em fevereiro. O diretor do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Castro Neto, garantiu que iniciará nos próximos dias a drenagem no asfalto da estrada que margeia o açude do Caldeirão.

"Todas as grandes barragens sob a responsabilidade do Dnocs foram inspecionadas em 2018. Temos assegurados R$ 12 milhões para investimentos", ressaltou Djalma Policarpo.

O secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Robério Barros, disse que a Semar tem feito fiscalizações regulares e controle de vazão das barragens. Em 2017, o órgão finalizou um relatório completo sobre as barragens existentes no Piauí. 

Fonte: Ascom CCOM

Próxima notícia

Dê sua opinião: