COVID-19

Cuidados com a saúde dos idosos em tempos de quarentena

Por conta da necessidade de isolamento social é recomendado que as pessoas evitem ir com frequência aos supermercados


Idoso

Idoso Foto: News Rondônia

A pandemia do novo coronavírus já se espalhou pelo mundo e, para conter a propagação da doença, é necessário uma série de cuidados com a população idosa, principal grupo de risco a desenvolver complicações pela Covid-19. Uma alimentação saudável e balanceada, por exemplo, é importante para manter uma boa imunidade no organismo, como explica a nutricionista Juliana Maranhão, do Programa Saber Viver, da Humana Saúde.

“Nesse momento é importante as pessoas terem uma alimentação rica em frutas e vegetais, pois são fontes de vitaminas e minerais importantes para a manutenção da imunidade. Alimentos como batata doce, macaxeira, arroz integral, aveia, entre outros, são importantes nesse processo para fortalecer a imunidade. Além disso, as pessoas precisam evitar a ingestão de gorduras e álcool em excesso com o objetivo de ter uma alimentação mais equilibrada”, afirmou a nutricionista. 

Por conta da necessidade de isolamento social é recomendado que as pessoas evitem ir com frequência aos supermercados. Assim, uma alternativa segundo a nutricionista, é realizar o congelamento dos alimentos. “Uma opção é o congelamento de alimentos no qual teremos uma perca de apenas 10 a 15% dos nutrientes, mas de qualquer forma nesse período é bem melhor do que a pessoa se expor de forma desnecessária nos supermercados. O ideal é que possa congelar os alimentos em pequenas porções e descongelar somente aquela quantidade que vai ser utilizada. É importante também ter atenção quanto a higienização de frutas e verduras que devem ser lavadas em água corrente e colocadas em uma solução. A mesma pode ser feita com 1L de água e uma colher de sopa de água sanitária ou hipoclorito onde o alimento ficará por cerca de 15 minutos, e após isso ser lavado com água corrente e armazenado na geladeira”, disse a nutricionista.

Os horários das refeições também devem ser seguidos à risca, uma vez que contribuem para a manutenção da imunidade da população. “O ideal é que se tenha uma rotina alimentar sendo estabelecidos horários fixos para fazer essas refeições e evitar que a pessoa fique comendo besteira. É importante também evitar longos períodos de jejum, porque isso favorece para baixar a imunidade, e tudo o que precisamos nesse momento é aumentar a imunidade do organismo”, pontuou Juliana Maranhão. 

Saúde mental também merece atenção especial

O isolamento social também pode trazer uma série de consequências negativas para a saúde mental das pessoas. A incerteza do futuro e as dúvidas em relação à doença e contaminação podem provocar alguns transtornos psicológicos. Por isso, é importante adotar alguns cuidados para manter saudável a mente dos idosos neste período.

Segundo a psicóloga Renata Bandeira Jardim (CRP 21/01976), da Humana Saúde, é fundamental que durante esse isolamento social as pessoas busquem primeiro entender e aceitar a nova realidade. “A gente sabe que é um momento de muitas incertezas e ansiedade. Então a gente se depara com uma realidade que não favorece a ter bons sentimentos, mas que precisamos aceitar para saber lidar melhor com a situação. As pessoas estão pensando muito no futuro, mas não entendem que precisamos aceitar a realidade. A partir disso podemos retirar alguns gatilhos de ansiedade, por exemplo, excesso de informação de estar sempre procurando notícias e acreditar em tudo que vemos. Precisamos entender que nem todas notícias são verdadeiras. Tomar cuidados com a quantidade de informações e isso pode auxiliar na sua saúde mental”, destacou a psicóloga.

A mente humana possui uma grande capacidade de pensamento e somos o resultado de tudo aquilo que pensamos. A especialista explica que é preciso ter estímulos que façam com que possamos nos sentir melhor. “Mas, não significa que eu precise me ausentar da realidade. Com isso, é necessário ter muita criatividade para estar ocupando o tempo dentro de casa com atividades. Podemos citar a leitura de um bom livro, assistir filmes, organizar seus objetos e o guarda roupa, limpar a casa. Enfim, ter a criatividade de olhar para sua casa e ver o que você poder fazer porque é isso que temos nesse momento”, declarou a psicóloga Renata Bandeira Jardim.

Fonte: Iconenoticia

Próxima notícia

Dê sua opinião: