COVID-19

Como usar a máscara durante o exercício sem sufocar?

Proteção exige mais esforço para respirar, e o ideal é começar com exercícios mais leves


Uso de máscara

Uso de máscara Foto: Divulgação

A máscara se tornou parte da vida de cidadãos em todo o mundo para qualquer atividade que envolva dividir o ambiente com outras pessoas, e os exercícios físicos não ficam de fora. Ao contrário disso, durante atividades que exijam mais do corpo, proteger o nariz e a boca é ainda mais importante, já que a respiração ofegante tende a espalhar mais gotículas que podem conter o coronavírus.

Uma das pesquisas que aborda esse tema foi realizada pela Universidade de Tecnologia de Eindhoven, na Holanda, e relatou que, durante uma simples caminhada sem máscara, por exemplo, para que não haja contágios, as pessoas precisam estar a quatro metros umas das outras. Em uma corrida, a distância segura é de dez metros, e, ao andar de bicicleta, 20 metros.

Por esse motivo, a Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte (SBMEE) afirma que é obrigatório o uso de máscara em locais públicos, inclusive durante o exercício físico, seja ele realizado em ambiente externo, como parques e praças, ou internos, como academias de ginástica, galpões de airsoft, estúdios de ioga, entre outros.  É importante também lembrar de trocar o acessório de proteção toda vez que a trama estiver úmida, para que ela não perca a capacidade de filtragem.

Como diminuir o desconforto  

Entretanto, não é difícil ver essa recomendação ser descumprida por conta do desconforto que a máscara causa. Isso porque o tecido é uma barreira física que faz com que o corpo demande mais esforço para captar o ar, o que pode causar cansaço excessivo.

Para que essa sensação seja amenizada, o ideal é optar por exercícios mais leves e aumentar a intensidade aos poucos. Assim  o corpo conseguirá se acostumar com a proteção. No início, pode ser necessário também fazer maiores intervalos entre as séries no caso de atividades com carga, como a musculação, e estar sempre atento aos sinais do corpo. Caso qualquer sensação incomum apareça, o indicado é parar imediatamente.

Máscara durante o exercício pode fazer mal?

Para esclarecer essa dúvida, o médico esportivo da Confederação Brasileira de Vôlei, Alexandre Carvalho, realizou testes com a jogadora profissional de vôlei de praia Ágatha Bednarczuk Rippel. A atleta caminhou e correu utilizando máscara cirúrgica e de algodão enquanto Alexandre monitorava as reações do organismo, através de máquinas.

O resultado encontrado foi que os níveis de oxigênio e gás carbônico medidos por meio de oximetria – que avalia a saturação de O2, ou seja, os níveis de oxigênio no sangue – se mantiveram estáveis, comprovando que, apesar de exigir maior esforço, o corpo consegue se manter saudável mesmo com o uso da máscara.

Fonte: Rodolfo Milone

Próxima notícia

Dê sua opinião: