SAÚDE

Com 15 casos suspeitos de coronavírus, governador faz reunião emergencial

A reunião teve o objetivo de avaliar e intensificar o plano de contingência da Sesapi


Reunião emergencial sobre o coronavírus

Reunião emergencial sobre o coronavírus Foto: Ascom

A Secretaria de Estado da Saúde realizou uma nova reunião para tratar com todos os diretores das unidades de saúde nesta sexta-feira (13), às 9h, na Escola Fazendária. A reunião de caráter urgente teve o objetivo de tratar sobre o coronavírus e avaliar, juntamente com a equipe técnica, as medidas preventivas adotadas pela secretaria e intensificar o plano de contingência desenvolvido pelo órgão.  O governador Wellington Dias participou do encontro.

O Piauí tem 15 casos suspeitos de coronavírus, destes, nove deram negativos e seis estão sendo investigados. O secretário de Saúde, Florentino Neto, informou que a reunião teve o objetivo de analisar as condutas clínicas adotada até o momento, portanto, como foi reconhecida uma pandemia, o plano de contingência passou por uma revisão.

"Neste momento em que a Organização Mundial de Saúde (OMC), reconhece a situação como pandemia, cabe a secretaria juntar esforços para avaliar o plano de contingência reunindo novamente toda a equipe para que seja reforçado ainda mais a tenção que já vem sendo realizada. Temos uma responsabilidade com a população piauiense e essa responsabilidade vai ser cumprida com muito rigor técnico, obedecendo os protocolos internacionais, as orientações da OMC e orientações do Ministério da Saúde. Por isso convocamos todos os diretores clínicos e gerais das unidades de saúde ”, disse o secretário.

Florentino Neto disse ainda que o Piauí adquiriu equipamentos de proteção individual para os profissionais e já foi distribuído em toda a rede hospitalar. Também há leitos de isolamentos em hospitais regionais e de referência caso o paciente necessite de internação.

O governador Wellington Dias disse que os hospitais do Piauí estão preparados para atender a população, dando prioridade aos grupos de risco. "Peço a todos que tenham cautela e sigam as orientações dos especialistas, mas que não haja pânico. Seguiremos as medidas tomadas pelo Ministério da Saúde e, integrados com os municípios e o setor privado, venceremos mais este grande desafio", comentou o governador.

Fonte: Redação Piauí Hoje

Próxima notícia

Dê sua opinião: