Aposta para substituir Neymar, Coutinho amarga a reserva no Barça

Maior contratação do time catalão e terceira maior da história do futebol (só atrás de Neymar e Mbappé), o brasileiro custou 160 milhões de euros.


Foto

Foto Foto: Reprodução

Grande aposta do Barcelona para substituir Neymar, Philippe Coutinho completou um ano de clube em baixa na Espanha. Maior contratação do time catalão e terceira maior da história do futebol (só atrás de Neymar e Mbappé), o brasileiro custou 160 milhões de euros (R$ 630 milhões à época). No entanto, o investimento feito junto ao Liverpool começa a ser questionado pelos torcedores e pela imprensa local.

Apresentado no dia 6 de janeiro de 2018, o meia titular da seleção brasileira na Copa do Mundo na Rússia até brilhou nos primeiros meses no clube. Foram 10 gols e seis assistências até o final da temporada europeia de 2017/2018 e boas atuações nos títulos do Campeonato Espanhol e da Copa do Rei.

Já nesta temporada, Coutinho vem perdendo espaço com o técnico Ernesto Valverde. O camisa 7 até foi titular nas primeiras partidas, justamente quando o Barcelona viveu um momento de instabilidade. A saída do brasileiro da equipe titular veio após uma lesão sofrida no dia 6 de novembro, no empate contra a Internazionale por 1 a 1, pela Liga dos Campeões da Europa. O estiramento no bíceps femoral da coxa esquerda também fez o jogador perder os amistosos da seleção brasileira contra Uruguai e Camarões.

Após a recuperação, o meia ficou à disposição em oito partidas. Em três foi titular, em quatro entrou em campo no segundo tempo e em outra sequer saiu do banco de reservas. Os poucos minutos em campo também refletem nos números do craque na temporada 2018/2019: são 22 jogos na atual campanha, com apenas cinco gols e quatro assistências. Considerando apenas o mês de dezembro, Coutinho atuou em 159 minutos dos 540 possíveis.

Apesar da situação incômoda, Valverde já disse que conta com a sua estrela e que ele terá mais espaço até o final desta temporada. "É um jogador fundamental para a gente, terá muitas partidas e como titular".

Se Coutinho está em um momento difícil, Dembélé ganha espaço. O atacante campeão do mundo com a França teve o seu início de trajetória na Espanha marcado por atrasos e faltas em treinos. Segundo o jornal espanhol Marca, o atleta até foi proibido de ir dormir com celular desligado para que os dirigentes pudessem encontrá-lo.

A imprensa espanhola afirma que os problemas Dembélé não seriam baladas e sim a dificuldade de acordar após noitadas assistindo a séries e jogando videogame. Após duras broncas e multas, o jovem de 21 anos parece ter amadurecido e hoje forma o trio de ataque ao lado de Lionel Messi e Luis Suárez.

No meio de campo, outra posição que Coutinho atuou, Arthur e Vidal se solidificaram e costumam revezar a vaga ao lados dos titulares absolutos Rakitic e Sergio Busquets. As mudanças na escalação do Barcelona surtiram efeito. A equipe lidera o Campeonato Espanhol, está viva na Copa do Rei e conseguiu se classificar para as oitavas de final da Liga dos Campeões liderando o forte grupo que contava com Tottenham, Internazionale e PSV Eindhoven.

Fonte: Noticias ao minuto

Próxima notícia

Dê sua opinião: