;

Portões nos locais de prova do Enem fecham ao meio-dia no Piauí

Os portões serão abertos às 11h (hora local), que não muda com o horário de verão


Candidatos fazem as provas do Enem

Candidatos fazem as provas do Enem Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Neste ano, o início do horário de verão coincide com o primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem): o domingo de 4 de novembro. A decisão foi divulgada na noite de segunda-feira (15) pelo governo federal, depois do anúncio de que o horário de verão seria adiado por duas semanas para evitar confusões com os candidatos do Enem 2018. Com a decisão de manter o horário de verão, no Piauí, os portões dos locais de aplicação de prova serão abertos às 11h e fechados às 12h, já que o exame obedece ao horário de Brasília e no Distrito Federal os relogios serão adiantados 1 hora. 

Isso quer dizer que, à meia-noite de sábado (3) para o domingo (4), os moradores de dez estados e do Distrito Federal deverão adiantar o relógio em uma hora. Assim, os moradores dos demais estados do Brasil ficarão uma hora a menos em relação ao fuso horário anterior.

No total, o país terá quatro fusos horários diferentes, mas o horário de fechamento dos portões para o início da prova do Enem acontecerá na mesma hora, seguindo o horário de Brasília: 13h. Quem se confundir com o horário local e chegar atrasado perderá o exame.

Veja abaixo os detalhes sobre o horário de verão deste ano e os horários locais de fechamento dos portões do Enem em cada estado:

Quais estados precisam adiantar o relógio no dia 4?

Segundo o decreto, dez estados, além do Distrito Federal, precisarão adiantar o relógio em uma hora.

Região Sul: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná

Região Sudeste: São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais

Região Centro-Oeste: Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal

Como o horário local em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul atualmente já está uma hora atrás de Brasília, essa diferença continua igual. Isso quer dizer que o fechamento dos portões nesses dois estados acontece às 12h do horário local.

Veja os horários

Horário das provas (horário OFICIAL de Brasília)

Abertura dos portões: 12h (horário de Brasília)

Fechamento dos portões: 13h (horário de Brasília)

Início das provas: 13h30 (horário de Brasília)

Saída permitida a partir das 15h30 sem o caderno de provas.

Saída liberada com o cartão de provas: 18h30 (horário de Brasília)

Fim da prova: 19h (horário de Brasília)

ATENÇÃO!

Horários LOCAIS de fechamento dos portões

13h (fechamento dos portões no horário local)

Distrito Federal

Espírito Santo

Goiás

Minas Gerais

Paraná

Rio de Janeiro

Rio Grande do Sul

Santa Catarina

São Paulo

12h (fechamento dos portões no horário local)

Alagoas

Amapá

Bahia

Ceará

Maranhão

Mato Grosso

Mato Grosso do Sul

Pará

Paraíba

Pernambuco

Piauí

Rio Grande do Norte

Sergipe

Tocantins

11h (fechamento dos portões no horário local)

Amazonas (com exceção de 13 municípios abaixo)

Rondônia

Roraima

10h (fechamento dos portões no horário local)

Acre

Amazonas (13 municípios da região sudoeste: Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Boca do Acre, Eirunepé, Envira, Guajará, Ipixuna, Itamarati, Jutaí, Lábrea, Pauini, São Paulo de Olivença e Tabatinga)

Entenda a mudança no horário de verão

Em setembro, o Ministério da Educação chegou a pedir o adiamento do início do horário de verão para evitar prejuízos aos estudantes que farão o Enem nos dois domingos de 4 e 11 de novembro. O argumento é que a necessidade de adiantar os relógios em uma hora pode confundir os candidatos.

O ministro da Educação, Rossieli Soares, chegou a comemorar a mudança de data na página dele no Facebook. Em 3 de outubro, ele escreveu: "Candidatos terão mais tranquilidade para fazer as provas! Caso o horário de verão iniciasse no primeiro dia de provas do Enem, como estava previsto, muito provavelmente acarretaria em prejuízos aos participantes".

De acordo com a Casa Civil da Presidência, o decreto que faria a alteração para o dia 18 não foi publicado no “Diário Oficial da União”.

Procurada pelo G1, a Presidência informou que o governo avaliou o pedido do MEC, porém, não foi possível atender à demanda.

“Conforme decreto assinado pelo presidente Michel Temer, o horário de verão começará no dia 4/11. Não haverá adiamento”, informou a assessoria da Presidência.

O governo decidiu manter o início do horário de verão em 4 de novembro em nome da "segurança jurídica", em razão do decreto já publicado.

A mudança do início do horário de verão de 4 para 18 de novembro foi criticada pela Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), que representa as maiores empresas áreas do Brasil.

A entidade argumentou que a mudança poderia levar passageiros que compraram passagens com antecedência a perderem seus voos. Segundo a associação, cerca de 42 mil voos poderiam ser afetados e pelo menos 3 milhões de passageiros seriam prejudicados.

Fonte: G1/Redação

Próxima notícia

Dê sua opinião: