Enem terá mudanças já nas próximas edições

Mendonça Filho, confirmou que haverá consulta pública para a reestruturação das provas das próximas edições


Mendonça Filho

Mendonça Filho Foto: Reprodução

Após o término da aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016 de dezembro, no início da noite de ontem (4), o ministro da Educação, Mendonça Filho, confirmou que haverá consulta pública para a reestruturação das provas das próximas edições. 

No entanto, o ministro não deixou claro quais serão as mudanças que serão colocadas em discussão na consulta pública. Em coletiva de imprensa, Mendonça Filho disse que a intenção é que seja promovido um debate que ajude nas decisões que serão tomadas na reestruturação do Enem.

Possíveis Mudanças 

A presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) já havia anunciado, em 25 de novembro, possíveis mudanças no Enem a partir de 2017. As alterações estavam sendo discutidas no Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed). As modificações têm como objetivo se adequar ao "Novo Ensino Médio", previsto na Medida Provisória 746/2016.

Entenda o Novo Ensino Médio

Na proposta discutida pelo Consed, o "Novo Enem" seria voltado apenas para estudantes matriculados no último do ensino médio ou que já terminaram os estudos. O objetivo do exame seria o ingresso nas universidades, pelo Sistema de Seleção Unificada (SiSU), e bolsas de estudos do Programa Universidade Para Todos (ProUni) e vagas do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). 

Os estudantes de outros anos, assim como os que fazem a prova para obter o certificado do ensino médio não fariam mais parte do Enem tradicional e passariam a contar com outras formas de avaliação. Saiba mais aqui nesta notícia.

Enem de dezembro

O Enem de dezembro foi aplicado em 166 cidades. As provas foram realizadas em 3 e 4 de dezembro por conta de ocupações escolares nos locais do último exame e também por intercorrências, como falta de energia. A expectativa era de 277.657 participantes e a abstenção do primeiro dia foi de 39,68%, enquanto o segundo foi de 41,42%. 

O primeiro dia foi composto por 90 questões de Ciências Humanas e Ciências da Natureza, enquanto o segundo contou com outras 90 sobre Linguagens e Códigos e Matemática, além da redação com o tema "Os caminhos para combater o racismo no Brasil". 

Os cadernos e gabaritos oficiais desta edição de dezembro serão divulgadas na próxima quarta-feira (7). O resultado, por sua vez, será divulgado junto com os demais candidatos. A data prevista é 19 de janeiro. 

Fonte: UOL

Próxima notícia

Dê sua opinião: