Enem: Piauí bate recorde de presença nos dois dias de provas

Os 119.379 inscritos no estado, 93.832 compareceram aos locais de prova neste domingo (11).


Enem 2018

Enem 2018 Foto: Blog do Vanguarda

Pelo terceiro ano consecutivo do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a taxa de ausentes no Piauí é a menor do Brasil, registrando 21,4% de abstenção no segundo domingo de provas. Os estudantes piauienses também compareceram em massa no primeiro dia, quando a taxa de ausentes foi de apenas 18,5%, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo exame.

Segundo os dados divulgados pelo instituto este ano, dos 119.379 inscritos no Piauí, 93.832 compareceram aos locais de prova neste domingo (11) e apenas 25.547 faltaram. Em todo o Brasil, mais de 5,5 milhões de pessoas se inscreveram e mais de 1 milhão faltou. Depois do Piauí, a menor taxa foi da Paraíba, com 24,7% de faltosos. A maior quantidade de abstenções foi registrada no Amazonas, 37,5% dos inscritos. Mesma ordem do primeiro dia de provas.

“Essa é a taxa dos ausentes do primeiro e segundo dia de prova. A taxa de abstenção só vai ser calculada depois da aplicação do Enem PPL (Pessoas Privadas de Liberdade), que será realizada em dezembro”, destacou a diretora do Inep, Maria Inês, durante coletiva de imprensa.

O superintendente de Ensino Superior da Seduc, Ellen Gera, explica que já era esperado que a abstenção do segundo dia fosse maior que a do primeiro. “Muitos alunos acabam desistindo de fazer a segunda prova e, obviamente, quem não fez a primeira, geralmente não comparece também à segunda”, relata o gestor.

Pelas informações que chegaram das gerências regionais, para a grande maioria dos estudantes do Piauí que foram às provas hoje, o dia foi tranquilo. Relatos apontam apenas problemas de energia em um local de aplicação de José de Freitas e outro em Picos. Entretanto, os alunos seguiram com as provas. O Samu também esteve a postos hoje atendendo a chamados de pessoas que passaram mal durante a aplicação. A Secretaria de Estado da Segurança registrou também algumas situações de tentativa de furto de veículos.

“Do mais, estamos terminando o Enem de forma tranquila, para a dimensão que é a prova”, completa o superintendente de Ensino Superior.

Incentivo

De acordo com o secretário de Estado da Educação, Helder Jacobina, chegar até o ponto de aplicação das provas tem se mostrado mais fácil no Piauí do que em outras unidades da federação. O estado com a maior taxa de presença nas edições de 2016, 2017 e 2018 do Enem.

“Este ano, mais uma vez, conseguimos garantir o Passe Livre, para que mais de 6 mil alunos da rede pública estadual de Teresina chegassem aos seus locais de prova. No Piauí, temos aplicação do exame em apenas 32 municípios, dos 224, então, a logística de descolamento é maior. Aproveito para agradecer o esforço das gerências regionais, que no interior,  articularam junto às empresas que realizam o transporte dos alunos e garantiram essa parceria, novamente, durante os dias de Enem deste ano. Não tenho dúvida que esse esforço influencia diretamente no percentual de estudantes presentes à prova", lembra o gestor.

Segundo o secretário, as ações do Pré-Enem Seduc, que oferece também revisões de auditório em Teresina e no interior, aplicativo com vídeo aulas, simulado comentado e correção online da redação e o Passe Livre deram mais segurança aos estudantes para fazer o exame.

"Temos uma equipe afinada e comprometida com o ensino. Aproveito para agradecer a todos pelo empenho em, além de promover uma educação de qualidade, proporcionar com que o aluno chegasse ao dia da prova com segurança e confiança na vitória. Agradecer também a equipe de governo que tem se empenhado junto à Seduc nas mais diversas áreas para atender as demandas da educação e especialmente ao governador Wellington Dias, pelo apoio e incentivo total a esse projeto”, finaliza Helder Jacobina.

Fonte: CCOM

Próxima notícia

Dê sua opinião: