TRAGÉDIA

Nova pesquisa comprova o aumento da pobreza no Piauí após o golpe parlamentar de 2016

A pesquisa do IBGE foi divulgada nesta quinta-feira e traz números da realidade do Brasil de 2016 até 2019


O velho fogão de lenha voltou por necessidade

O velho fogão de lenha voltou por necessidade Foto: Arquivo do Piauí Hoje

Em apenas três anos, após o golpe paramentar que derrubou Dilma Rousseff, do PT, e colocou no poder o golpista Michel Temer, do MDB, a pobreza cresceu consideravelmente no Brasil e se refletiu no Piauí. Isso é o que comprova a nova Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC) de 2019, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada nesta quinta-feira (07).

Um dos ítens mais emblemáticos e que  comprova o aumento da pobreza trata do combustível usado para preparar alimentos. Ele revela que, entre 2016 e 2019, cresceu em 10% o número de residências que deixaram de usar gás e passaram a utilizar lenha ou carvão para cozer alimentos no Piauí.

De acordo com a pesquisa, em 2016, cerca de 32,6% das residências do Piauí utilizavam carvão ou lenha para preparo dos alimentos. Esse percentual subiu para 43,5% em 2019, num crescimento de 10,9 pontos percentuais no período.

Segundo a PNADC/2019, vários tipos de combustíveis são utilizados, simultaneamente, na preparação de alimentos. Mas o gás de botijão ainda é campeão. Ele está presente em 94,4% dos lares piauienses.

Também são usados como combustível para preparar alimentação no Piauí a energia elétrica (74,1% dos domicílios), lenha ou o carvão (43,5% das residências) e 0,5% usam gás encanado.

Em textos da divulgação dos resultados da pesquisa, o IBGE tratou discretamente desse ítem. Não se sabe se politicamente intencional para não chamar atenção dos leitores para esse realidade pós-golpe iniciado em 2016 e ainda em curso no Brasil.

Serviços:

1 - O número final da soma é diferente de 100% por causa da utilização simultânea de combustível;

2 - A publicaçao da pesquisa, com dados consolidados do Brasil e por grande região, pode ser obtida através do portal do IBGE , acessando o link https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101707_informativo.pdf;

3 - As tabelas completas da publicação, com dados do Brasil, grande região e por unidade da federação, podem ser obtidas através do portal do IBGE, acessando o link https://www.ibge.gov.br/estatisticas/sociais/populacao/17270-pnad-continua.html?edicao=27258&t=resultados.

Fonte: ASCOM/IBGE

Próxima notícia

Dê sua opinião:

Sobre a coluna

Luiz Brandão

Luiz Brandão

Luiz Brandão é jornalista formado pela Universidade Federal do Piauí. Está na profissão há mais de 35 anos. Já trabalhou em rádios, TVs e jornais. Foi repórter das rádios Difusora, Poty e das TVs Timon, Antares e Meio Norte. Também foi repórter dos jornais O Dia, Jornal da Manhã, O Estado, Diário do Povo e Correio do Piauí. Foi editor chefe dos jornais Correio do Piauí, O Estado e Diário do Povo. Atualmente é diretor de jornalismo do portal www.piauihoje.com

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Enquete