Projeto Sexta cultural apresenta a peça teatral “O jacá do Caburé”

O espetáculo acontece no Laboratório de Artes, no campus Poeta Torquato Neto, às 18:30. A entrada é gratuita.


Caburé é um Brincante Palhaço que anda sempre com o seu jacá de variedades herdado de sua avó

Caburé é um Brincante Palhaço que anda sempre com o seu jacá de variedades herdado de sua avó Foto: Ascom

A segunda apresentação do ano do projeto “Sexta Cultural” acontece nesta sexta-feira (28). Nesta edição, o grupo traz a apresentação teatral “O jaca do Caburé”, que tem como objetivo dar uma maior visibilidade palhaços brincantes brasileiros. O espetáculo acontece no Laboratório de Artes,  no campus Poeta Torquato Neto, às 18:30. A entrada é gratuita.

“O jacá do Caburé”, apresentado pelo Grupo Cabeça de Sol” e dirigido por Jean Pessoa, é um espetáculo de variedades onde o brincante Caburé mostra suas inúmeras habilidades. Habilidades essas desenvolvidas durante a pesquisa teórica – prática do palhaço tipicamente brasileiro: o brincante nordestino e o palhaço de rua. Dentro desta pesquisa foram descobertas e desenvolvidas a dramaturgia e encenação do espetáculo que conta com números de dança, magia, reprises, circo teatro e brincadeiras populares.

Segundo o grupo Cabeça de Sol, as brincadeiras foram o ponta pé inicial para o desenvolvimento de todo o processo de criação e montagem.  O personagem num jogo com o seu enorme jacá, ao qual transporta seus inúmeros objetos e sonhos, mostra toda a sua diversão, alegria, piadas e canções que giram em torno de manifestações populares, dando uma maior visibilidade aos brincantes palhaços brasileiros.

Nesse panorama, o grupo de teatro da UESPI traz a peça do Grupo com o intuito de possibilitar o acesso para os acadêmicos da instituição e a comunidade em geral, da arte através do teatro. “Considerando que as últimas apresentações eram restritas a determinadas faixa etárias, resolvemos trazer um espetáculo do Grupo Cabeça de Sol, muito divertido e com censura livre, para que todos possam contemplar e se deliciar com o espetáculo”, destaca Sueli Xavier, integrante do Grupo de Teatro.

O Grupo Cabeça de Sol

O Grupo Cabeça de Sol se formou a partir do grupo Sinos de Teatro de Rua, de Teresina-PI. Alguns dos integrantes foram desenvolver pesquisas no estado do Rio de Janeiro/RJ e sentiram o desejo de criar uma ramificação dos trabalhos do grupo. Com isso, conhecendo outras pessoas/pesquisadores, nesse processo, criam o Grupo Cabeça de Sol.

Os integrantes começam a se apresentar nos trens da SuperVia, no Rio de Janeiro.  Lá desenvolvem seus números e resolvem aprimorar esse trabalho começando a pesquisar e praticar novos exercícios, formando assim um grupo de atores- palhaços-circenses. Após essa vivência em outro estado, os integrantes retornam a sua cidade de origem, Timon(MA) e dão continuidade aos trabalhos. Desde então o grupo vem se destacando em apresentações em festivais, ruas, praças, e espaços alternativos.

Sexta Cultural da UESPI

O Sexta Cultural é um projeto que surgiu da iniciativa do Grupo de Teatro da UESPI em 2017, com a proposta de promover experiências culturais e artísticas. As atividades do projeto acontecem sempre na última sexta de cada mês. Com a direção do ator e produtor, Moisés Chaves, o Sexta Cultural é um evento integrado com a Pró-reitoria de Extensão e Assuntos Estudantis e Comunitárias (PREX), voltado à discussão de assuntos relevantes ao desenvolvimento cultural da instituição.

Fonte: Ascom Uespi

Próxima notícia

Dê sua opinião: