CINEMA

Neste sábado (31) Kleber Mendonça e Juliano Dornelles estarão nos Cinemas Teresina

Bacurau ganhou um dos mais importantes prêmios do Festival de Cannes 2019


Bacurau

Bacurau Foto: Divulgação

Neste sábado (31) os Cinemas Teresina realizam mais uma Sessão com Debate. Kleber Mendonça e Juliano Dornelles irão conversar com o público teresinense sobre o premiado filme 'Bacurau'. A sessão com debate será a partir das 19h.

Bacurau ganhou um dos mais importantes prêmios do Festival de Cannes 2019, o Prêmio do Júri. Essa é a primeira vez que o Brasil ganha na categoria, considerada a terceira mais importante da competição oficial do evento.

O longa já foi convidado para mais de 100 festivais e mostras ao redor do mundo. Além do prêmio do júri no Festival de Cannes, ainda foi premiado como melhor filme na principal mostra doFestival de Cinema de Munique. O longa também conquistou outros três prêmios no 23º Festival de Cine de Lima, no Peru: Melhor Filme, Melhor Direção e Prêmio da Crítica Internacional.

'Bacurau' já foi exibido em outros festivais internacionais: na competição do Neuchâtel International Fantastic Film Festival, na Suíça, no Festival de Cinema de Sidney, Austrália, no SoFilm Summercamp, em Nantes, e La Rochelle, ambos na França (onde o filme estreia em setembro). Além disso, foi selecionado para o Festival de Toronto (TIFF 2019), onde será exibido na Mostra Contemporary World Cinema, sendo escolhido para representar o Brasil nos prêmios Goya, equivalente ao Oscar na Espanha, concorrendo a uma vaga na disputa pelo prêmio de melhor filme ibero-americano.

O filme é uma aventura e ficção científica. O enredo se passa em um futuro próximo. O pequeno povoado do sertão brasileiro, Bacurau, dá adeus a Dona Carmelita, mulher forte e querida por quase todos, falecida aos 94 anos. Dias depois, começam os sinais de que a tranquilidade de Bacurau estará sob ameaça. No entanto, ninguém contava com um detalhe: que no passado desse lugar extraordinário estava adormecido um talento especial para a aventura. No elenco estão Sonia Braga, Udo Kier, Karine Teles, Barbara Colen, Silvero Pereira, Thomas Aquino, Antonio Saboia, entre outros.

Kleber Mendonça divide a direção com Juliano Dornelles, que foi seu diretor de arte em "Aquarius" (2016). Logo após a exibição de "Bacurau" nos Cinemas Teresina, os diretores conversam com o público sobre todo o processo de criação do longa.

KLEBER MENDONÇA FILHO

Nasceu no Recife, Brasil, em 1968. Formado em jornalismo, tem trabalho abrangente como crítico de cinema e programador. Há 11 anos dirige o festival Janela Internacional de Cinema do Recife. Os curtas metragens de Kleber Mendonça Filho: Enjaulado (1997), A Menina do Algodão (2003), Vinil Verde (2004), Eletrodoméstica (2005), Noite de Sexta Manhã de Sábado (2006) e Recife Frio (2009) ganharam mais de 100 prêmios nacionais e internacionais, com passagens por festivais como Brasília, Roterdã (Holanda), Clermont-Ferrand (França) e a Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes. Sua primeira experiência no longa metragem é o documentário Crítico, realizado ao longo de nove anos e selecionado para festivais no Brasil e exterior.

O Som ao Redor é seu primeiro longa-metragem de ficção. Foi selecionado em mais de 100 festivais, ganhou 32 prêmios, e foi escolhido um dos 10 melhores filmes do ano pelo New York Times. O Som ao Redor foi a escolha brasileira para representar o País no Oscar de 2014.

Aquarius, seu segundo longa de ficção, concorreu à Palma de Ouro no Festival de Cannes 2016 e figura nas listas de melhores filmes de 2016-2017 das publicações mais importantes do mundo. Teve distribuição em mais de 100 países.

JULIANO DORNELLES

É realizador, diretor de arte e roteirista. No início dos anos 2000 formou com outros realizadores o grupo criativo Símio Filmes, atuou como cineclubista, dirigiu ficções e videoclipes em formato digital Hi8. Desde 2004 atua como diretor de arte em projetos de realizadores como Kleber Mendonça Filho, Daniel Bandeira, Marcelo Pedroso e Leonardo Lacca.

Como diretor, em 2011 lançou o curta Mens Sana In Corpore Sano no 64º Festival de Cinema de Locarno onde ganhou prêmio especial do júri e vários outros prêmios em festivais no Brasil. Em janeiro de 2015 rodou seu primeiro longa, O Ateliê da Rua do Brum, que encontra-se em fase de montagem.

Fonte: Ícone

Próxima notícia

Dê sua opinião: