Cepisa reúne entidades para discutir a restauração de obras de Afrânio

Os painéis de Afrânio Castelo Branco serão restaurados pela empresa


Painéis do artista Afrânio Castelo Branco.

Painéis do artista Afrânio Castelo Branco. Foto: Assessoria

O presidente da Cepisa, Nonato Castro, recebeu ontem (23), representantes da Secretaria Estadual de Cultura (SECULT), Fundação Cultural Monsenhor Chaves, Universidade Federal do Piauí e Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Piauí (CAU-PI). No encontro foram discutidos os próximos passos no trabalho de conservação e restauração dos painéis do artista Afrânio Castelo Branco.

A Professora Doutora Zozilena Fróz, da UFPI, repassou suas observações na recente vistoria que fez e assegurou para até o fim desta semana o seu diagnóstico completo sobre as avarias nas obras e suas sugestões para o restauro. Nos próximos dias, uma audiência juntando a distribuidora de energia e a universidade deve dar os primeiros passos de uma parceria pela recuperação das obras e, por conseguinte, uma definição no que tange às responsabilidades sobre mão de obra e custos. Segundo o presidente Nonato Castro, é vontade da Cepisa realizar este trabalho o mais breve possível, inclusive valorizando os profissionais piauienses.

Patrícia Mendes, da Secretaria Estadual de Cultura, reforçou o interesse do Poder Estadual em participar ativamente da restauração deste patrimônio e, Noé Filho, respondendo pela Fundação Cultural Monsenhor Chaves, afirmou que a entidade está disposta a acompanhar e divulgar o passo a passo da restauração dos painéis de Afrânio.

Wellington Camarço, do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Piauí, parabenizou a empresa pelo seu empenho na causa e, ao alertar que os trabalhos de Afrânio também compõe o projeto arquitetônico da sede, cobrou uma atenção extensiva da Cepisa ao edifício Governador Alberto Silva, que com seu design arrojado, é muito valorizado pelos arquitetos piauienses e também demanda cuidados. Nonato Castro se comprometeu com esta reivindicação, contando para isso com o apoio do próprio conselho.

Fonte: Assessoria

Próxima notícia

Dê sua opinião: