AJUDA EMERGENCIAL

Câmara estende auxílio de R$ 600 a trabalhadores da cultura na pandemia

Por unanimidade, o projeto aprovado prevê socorro de R$ 3 bi ao setor cultural. Além da renda mínima, concede ajuda a espaços artísticos


CANCELADOS: sem previsão de realização, todos os eventos sociais e culturais

CANCELADOS: sem previsão de realização, todos os eventos sociais e culturais Foto:

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou simbolicamente – por unanimidade – nesta terça-feira (26/05) o projeto de lei 1075/2020 que prevê a destinação de R$ 3 bilhões a estados, Distrito Federal e aos municípios para ações emergenciais destinadas ao setor cultural durante a pandemia do novo coronavírus. O texto vai ao Senado Federal, e depois ainda dependerá de eventual sanção do presidente Jair Bolsonaro.

Os aliados de Bolsonaro, porém, votaram todos pela aprovação da Lei de Emergência Cultural, o que sinaliza posição favorável do governo à ampliação do benefício. Do valor total, metade (R$ 1,5 bi) irá para estados e para o DF e a outra metade para os municípios. O montante será destinado a pagar auxílio emergencial de R$ 600 aos trabalhadores da cultura e subsídios mensais para manutenção de espaços artísticos e culturais.

A verba também deve servir para arcar com editais, chamadas públicas, prêmios, cursos, manifestações culturais, desenvolvimento de atividades de economia criativa e economia solidária, produções audiovisuais que possam ser transmitidas pela internet ou disponibilizadas por meio de redes sociais.

Fonte: Metropole

Próxima notícia

Dê sua opinião: